Microsoft e Salesforce estabelecem parceria global

HOMENegóciosSoftware

A Microsoft e a Salesforce firmaram um acordo comercial que visa a cooperação mútua dos produtos das companhias. Os produtos e serviços da Microsoft serão integrados à plataforma de gestão de relacionamento com clientes (CRM) da Salesforce. A ideia, segundo afirmou à imprensa o presidente da Microsoft, Satya Nadella, é oferecer mais produtividade e colaboração

A Microsoft e a Salesforce firmaram um acordo comercial que visa a cooperação mútua dos produtos das companhias. Os produtos e serviços da Microsoft serão integrados à plataforma de gestão de relacionamento com clientes (CRM) da Salesforce. A ideia, segundo afirmou à imprensa o presidente da Microsoft, Satya Nadella, é oferecer mais produtividade e colaboração aos usuários.

cloud services

“Vamos trabalhar juntos para ajudar os nossos clientes. Eu trabalho com o meu celular e isso é importante para mim e também sabemos que é importante para os nossos usuários”, declarou, em entrevista coletiva, o presidente da Salesforce, Marc Bernioff.

As ferramentas da Salesforce serão suportadas pelo Azure, o ambiente cloud da Microsoft, além de ganharem integração com o OneDrive e o SharePoint. Dispositivos rodando Windows Phone também terão aplicativos especializados para rodar as soluções de CRM da parceira. Hoje, só existem apps nativos da Salesforce para Android e iOS.

Também haverá interoperabilidade entre o Office 365 e o Salesforce, dando aos usuários a possibilidade de acessar, compartilhar, editar e colaborar com o conteúdo do Office a partir do Salesforce, inclusive via dispositivos móveis usando o Office Mobile e o Office para iPad.

Embora a Microsoft tenha o Dynamics, a sua própria solução de CRM, concorrente do Salesforce, a aliança é mais uma tentativa da gigante em diversificar seu leque de opções, explorando oportunidades para otimizar seu negócio de software. Ao associar-se com uma empresa como a Salesforce, uma das pioneiras da cloud computing, a Microsoft melhora sua imagem global. Na era de Steve Ballmer, a gigante não dava muita importância a outras plataformas e acabou ficando alienada do resto do mercado. A gestão de Nadella marca um rompimento com essa postura, estabelecendo pontes e alianças para manter a Microsoft relevante em diversos setores.

A dúvida é se, a longo prazo, aa parceria não irá canibalizar o competente Dynamics.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor