Virgin Mobile quer um pedaço do mercado brasileiro

HOMEMobilidadeNegóciosOperadorasRedes

A operadora Virgin Mobile quer iniciar operações no Brasil como operadora móvel virtual (MVNO) até 2015. A Virgin deu entrada na licença de MVNO na Anatel no dia 23 de janeiro e aguarda o parecer positivo. Presente na América Latina, a empresa opera utilizando a infraestrutura de outras operadoras maiores. A expectativa é que no

A operadora Virgin Mobile quer iniciar operações no Brasil como operadora móvel virtual (MVNO) até 2015. A Virgin deu entrada na licença de MVNO na Anatel no dia 23 de janeiro e aguarda o parecer positivo.

Virgin Mobile

Presente na América Latina, a empresa opera utilizando a infraestrutura de outras operadoras maiores. A expectativa é que no Brasil a parceira de infraestrutura seja a Vivo, como acontece com a Telefónica/Movistar no Chile e na Colômbia.

A empresa anunciou uma nova rodada de captação de capital acionário no valor de US$ 86 milhões, apoiada por uma linha de crédito ampliada de US$ 41,5 milhões para incluir as novas operações no México ainda este ano e no Brasil no ano que vem.

A quarta rodada de captação foi liderada pela Temasek, empresa de investimentos de Cingapura, criando um grupo de acionistas que inclui o Virgin Group, a Hermes Growth Partners (fundada pelo ex-presidente e CEO da Telefónica, Juan Villalonga), o grupo de capital ePlanet e a operadora chilena El Coigue. Segundo a telecom, a Virgin captou mais de US$ 140 milhões em investimentos nos últimos três anos para a região da AL.

Com mais de 100 mil novos assinantes por mês, desde 2012, o objetivo é chegar a 1 milhão de clientes ativos na América Latina nos próximos meses.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor