Rio Info muda de formato na 12ª edição

HOMENegócios

O Rio Info 2014, que acontece de 15 a 17 de setembro, vai mudar de formato. Segundo a organização, o objetivo da mudança é permitir maior dinamismo e troca de experiências entre os participantes de cada área de interesse. Assim, todas as atividades neste ano estarão vinculadas a quatro trilhas de trabalho: inovação, negócios, aplicações

O Rio Info 2014, que acontece de 15 a 17 de setembro, vai mudar de formato. Segundo a organização, o objetivo da mudança é permitir maior dinamismo e troca de experiências entre os participantes de cada área de interesse. Assim, todas as atividades neste ano estarão vinculadas a quatro trilhas de trabalho: inovação, negócios, aplicações avançadas e tecnologia.

rio info 2014

O Hotel Royal Tulip (antigo Intercontinental), no Rio de Janeiro, vai acolher a 12.ª edição do Rio Info, este ano com um formato ligeiramente diferente. Na apresentação do evento Benito Paret, coordenador geral do Rio Info e presidente do Sindicato das Empresas de Informática do Rio de Janeiro (TI Rio), revelou aos jornalistas que esta edição permitirá novas discussões sobre inovações que contribuirão para o desenvolvimento da economia. “A presença de parceiros e vários empresários aqui no lançamento hoje mostrou a importância que o Rio Info conquistou como evento de grande articulação, não só para a tecnologia da informação brasileira, como também para todos os outros setores em que estamos inseridos de alguma forma”.

O presidente da ACRJ, Antenor Barros Leal, ressaltou no mesmo evento a importância da parceria com o Rio Info iniciada nesta edição: “Educação tem sido uma palavra fundamental neste momento. Nós entendemos que não há inovação sem educação. Informação é base para a inovação e inovação é base para o desenvolvimento. O Brasil precisa inovar mais e é com grande satisfação que firmamos parceria com essa iniciativa imprescindível para o desenvolvimento do país”.

Uma das parceiras do Rio Info, a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro, vai coordenar durante o evento deste ano o painel “Cidades Inteligentes”.  Segundo o secretário Franklin Dias Coelho, o tema tem ganhado destaque: “Temos trabalhado junto ao Rio Info principalmente com foco nas cidades inteligentes e uso de softwares livres. Não existe cidade inteligente sem conectividade. Precisamos buscar novos caminhos para a inovação e como pensar a massa crítica das nossas cidades”, afirma.

O lançamento contou ainda com a presença de parceiros como o diretor do Sebrae Rio de Janeiro, Armando Clemente, e o secretário de Estado de Ciências e Tecnologia, Alexandre Vieira.

 As quatro valências do Rio Info 

O Rio Info reunirá mais de 120 palestrantes, empresas de – pelo menos – 16 estados brasileiros e de oito países das Américas e Europa. Será um espaço privilegiado para a realização de negócios, além de encontros das entidades nacionais do setor.

Paret, acredita que o evento será palco de um grande debate sobre a Internet mundial: “O evento acontecerá num momento de grandes mudanças no qual a Internet tem um protagonismo internacional jamais tido. Temas como a neutralidade da rede, armazenamento de dados, mudança na forma de governança e de gerenciamento – com a proposta do IPV6 – demandam atenção dos governantes e grandes corporações, além da questão dos direitos autorais. Em setembro, quando durante o Rio Info, essas discussões estarão no foco, inclusive com papel de destaque para o CGI, que é nosso parceiro de organização.”

Inovação

A trilha Inovação pretende gerar intenso network entre os participantes. No “Salão da Inovação” a expectativa é superar os números de 2013, que teve a presença de competidores de 16 estados e seis países. As categorias em disputa neste ano são Apps, Games, Educação e Internacionalização. Os principais objetivos da trilha são incrementar o relacionamento entre os participantes, promover troca de experiências, provocar o aumento de competitividade e fortalecer a imagem do Brasil como fornecedor de projetos de classe mundial.

Outra atividade da trilha será o Seminário Internacionalização, que oferecerá um panorama do mercado internacional e orientações objetivas para articulação de negócios em outros países. A palestra de abertura terá como tema “A Experiência da Aceleradora do Atlântico.”.

Negócios

Na trilha Negócios acontecerão duas Sessões de Negócios. Uma delas, já tradicional, reúne empresas de diversas partes do país e do exterior para incentivar a realização de negócios e parcerias. A outra – “Sebrae no Pódio” – visa o aproveitamento de oportunidades de soluções tecnológicas propiciadas pelos jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 nos ramos de hospedagem, gastronomia e turismo.  As duas serão operadas pelo Sebrae, que utiliza a dinâmica de relacionamento coletivo seguida de encontros Individuais.

Além dela, os seminários de Marketing e Comercialização e o “A prefeitura como indutora de negócios”. O primeiro promoverá o debate e trocas experiências sobre novos modelos comerciais, estratégias de visibilidade e fidelização de clientes. No outro a Prefeitura do Rio apresentará seu papel como indutora no desenvolvimento empresarial por meio da organização de grandes eventos como as Olimpíadas, e de sua estratégia com a criação Centro de Operações do Rio.

Ainda nesta trilha, o Fórum CIOs contará com a participação de CIOs de grandes corporações, que apresentarão suas estratégias e ambientes de TI para motivar empresas a gerarem oportunidades de novos negócios.

Aplicações Avançadas

A trilha Aplicações Avançadas terá um conjunto de seminários com exposição de casos e palestras dedicadas a debater os resultados e efeitos de aplicações inovadoras da TI sobre as empresas, governo e sociedade. Serão discutidas as aplicações que impactem diretamente todos esses agentes em áreas como educação, comércio eletrônico, petróleo e cidades digitais. Os participantes poderão aprofundar e enriquecer os conhecimentos a respeito desses temas.

Entre os temas em discussão estarão “TI no Comercio”, onde serão abordadas, entre outros aspectos, as novas soluções para logística, os meios de pagamentos digitais e a segurança nas transações comerciais; “Repensando a Educação no novo Milênio” com abordagens sobre sala de aula invertida, uso de vídeos em sala de aula, MOOC e novas técnicas em EaD, plataformas para desenvolvimento de conteúdos interativos (laboratórios virtuais, games etc.) e formação de RH para TIC.

Ainda nesta trilha o painel TI nos Esporte, que abordará temas como a criação de games e Apps para o desenvolvimento de atletas; campanhas e estratégias que promovam negócios e participação dos torcedores; lições aprendidas na Copa 2014 e desafios para as Olimpíadas 2016. Já o painel Governo Eletrônico (e-Gov) tratará da segurança da informação versus privacidade e a TI como promotora da interação entre governo e cidadãos. E no painel Indústria de Petróleo haverá a participação de especialistas que abordarão temas como big data, na área de exploração e produção, logística na área de distribuição e aplicações mobile.

Tecnologia

Já na trilha Tecnologia acontecerão mesas redondas e palestras com o intuito de levar aos empresários uma visão atualizada e realista das principais linhas de evolução tecnológica, tanto as internacionais quanto as nacionais. Engenharia de software, desenvolvimento em nuvem, modelos de certificação, teste de software, big data, web semântica, computação quântica e outros assuntos estarão presentes nos painéis.

Os segmentos desta trilha serão: Seminário de Engenharia de Software, com temas como desafios do desenvolvimento na nuvem, modelos de certificação dos processos de desenvolvimento de software, novas técnicas de testes de software e novos frameworks para desenvolvimento.

Já o Seminário de Tecnologias Inovadoras discutirá o big data e computação na nuvem – abordagens e novas ferramentas: bancos de dados não estruturados, descoberta e representação de padrões de dados, semântica etc.; internet das coisas – IOT (ou “Internet de todas as coisas”), robótica, sistemas vestíveis, aspectos tecnológicos da segurança de sistemas e dados e inovações em tecnologias móveis / sem fio (NFC, BLE etc.).

Além destes, a trilha abriga o DEV-Brasil, principal encontro de desenvolvedores do país, com os seguintes temas principais: apresentação e discussão de novas técnicas e processos de gestão de desenvolvimento de software, apresentação, comparação e discussão de tecnologias e interfaces gráficas e apresentação, desenvolvimento e discussão de casos.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor