Tecnologia Openet permite que operadoras priorizem acesso

4GHOMEMobilidadeOperadorasRedesSoftware

A Openet, uma das líderes mundiais em sistemas comerciais de telecomunicações, conseguiu implementar sua solução de política e controle de cobranças (PCC) para serviços de voz sobre LTE (VoLTE) foi implantada com sucesso em várias redes de operadoras em todo o mundo. A solução PCC permite que as operadoras configurem políticas de acesso e desenvolvam

A Openet, uma das líderes mundiais em sistemas comerciais de telecomunicações, conseguiu implementar sua solução de política e controle de cobranças (PCC) para serviços de voz sobre LTE (VoLTE) foi implantada com sucesso em várias redes de operadoras em todo o mundo.

OPENET_HOLDING_5

A solução PCC permite que as operadoras configurem políticas de acesso e desenvolvam novos modelos de cobrança e faturamento para lançamentos de serviços VoLTE.

Segundo a empresa, dentre as 80 maiores operadores do planeta, mais da metade deve atualizar ou substituir seus sistemas PCC atuais para lidar com as necessidades adicionais surgidas com os serviços VoLTE. Flexível, a solução VoLTE da Openet pode ser implantada lado a lado com as políticas já existentes de cobrança e os sistemas de faturamento, com mínimo impacto sobre a infra-estrutura existente.

“Com os serviços VoLTE, é necessária uma política mais complexa de uso e cobrança”, afirma Chris Hoover, VP de marketing da Openet. “Para chamadas com disponibilidade instantânea da rede e qualidade cristalina de voz em VoLTE, é necessário um gerenciamento dinâmico da qualidade do serviço. Para isso, o sistema PCC deve fornecer supervisão de milhões de sessões de dados separadas, garantindo que cada sessão ofereça a resposta instantânea e qualidade de voz que os clientes estão acostumados a receber de serviços de comutação de circuito”.

Os desafios aos sistemas de PCC não estão limitados apenas na qualidade do tráfego de dados. Com a multiplicidade de operações simultâneas, é possível, com o gerenciamento adequado, determinar diferentes faixas de serviço, com categorias de velocidade e prioridade de acesso que podem representar novas fontes de receita às operadoras, sem prejudicar a qualidade do serviço convencional.

A demanda por serviços VoLTE coloca a virtualização como um protagonista fundamental para garantir a facilidade de configuração e velocidade das implementações de VoLTE. Segundo a Openet, sua vasta experiência em PCC virtualizados e cases de sucesso, como o da operadora AT&T nos EUA, é possível implementar suas soluções de forma eficiente para que as operadoras consigam melhor retorno de investimento e maior satisfação dos clientes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor