Edital do leilão para 4G a 700 MHz é aprovado pela Anatel

4GMobilidadeOperadorasRedes

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou o edital do leilão da faixa de frequência de 700 MHz, que será usada para a oferta de tecnologia 4G. A publicação do edital só acontecerá após a aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU), que analisa o documento. Como a frequência de 700 MHz atualmente está

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou o edital do leilão da faixa de frequência de 700 MHz, que será usada para a oferta de tecnologia 4G. A publicação do edital só acontecerá após a aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU), que analisa o documento.

700 mhz

Como a frequência de 700 MHz atualmente está alocada para transmissões analógicas de TV, o 4G só poderá ser oferecido um ano depois do desligamento do sistema analógico em cada município.

Porém, nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, o serviço só poderá entrar em operação um ano depois que todas as emissoras tiverem migrado para o sistema digital.

Isso ocorre pois o espectro está totalmente alocado nesses estados, o que pode causar interferências nos primeiros estágios de implementação.

Serão leiloados seis lotes, três com cobertura nacional. O Lote 4 abrange o Brasil inteiro, com exceção da região coberta pela operadora Sercomtel (Londrina), e alguns municípios do interior de Minas Gerais, Goiás e São Paulo, cobertos pela CTBC. Os lotes 5 e 6 são regionais e cobrem a área da CTBC e Sercomtel. Se não houver demanda na primeira rodada, poderá haver uma segunda rodada, com os lotes remanescentes divididos em espectros menores.

A faixa 4G de 700 MHz complementará a de 2,5 MHz. A frequência de 2,5 GHZ tem mais capacidade e raio de cobertura menor, e a de 700 MHz tem abrangência maior e necessita de menos antenas. A frequência de 700 MHz é utilizada nos EUA, e é capaz de cobrir mais território, permitindo levar telefonia móvel e internet em banda larga às áreas rurais a um custo operacional mais baixo.

Atualmente, a faixa de 700 MHz é utilizada por emissoras de TV abertas UHF entre os canais 52 e 69, que deverão desocupar o espectro, com a digitalização do sinal.

Para acelerar a desocupação do espectro, está previsto que os cadastrados no Programa Bolsa Família e no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) do governo federal vão receber equipamentos para poder captar o sinal de TV digital sem interferências da tecnologia 4G.

Os equipamentos para a população e a migração das emissoras de televisão que ainda ocupam a faixa de 700 MHz para o sistema digital serão bancados pelos vencedores do leilão.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor