WSI Digital Marketing escolhe novo presidente para operação brasileira

e-MarketingEmpresasHOMENegócios

Caio cunha, que já ocupou importantes cargos de diretoria em empresas como SAP e PriceWaterhouse Coopers, foi escolhido pela canadense WSI para fortalecer a estrutura da máster-franquia brasileira de uma das maiores empresas de consultoria de marketing digital do mundo. Com 28 agências de consultoria de marketing digital e três anos de atuação, a operação

Caio cunha, que já ocupou importantes cargos de diretoria em empresas como SAP e PriceWaterhouse Coopers, foi escolhido pela canadense WSI para fortalecer a estrutura da máster-franquia brasileira de uma das maiores empresas de consultoria de marketing digital do mundo.

wsi

Com 28 agências de consultoria de marketing digital e três anos de atuação, a operação brasileira da WSI já é a sexta maior do mundo. Presente em 81 países, com 1.100 consultores e faturamento anual de US$ 160 milhões, a empresa opera na modalidade de franquia, oferecendo seus conceitos e expertise em soluções de Internet a empresas de todos os portes.

A WSI é especialista em ajudar as empresas na geracão de oportunidades e no crescimento de vendas por meio de consultoria de SEO, geração de leads online (PPC e otimização de conversão), treinamentos e consultorias de marketing digital e geração de negócios via mídias sociais.

Com potencial para ser um dos principais mercados da WSI do mundo, o Brasil tem muito a ser desenvolvido. É por esse motivo que o executivo Caio Cunha assumiu a presidência da empresa, apoiado diretamente por Marcos Paulo Perfeito, que segue como general manager da empresa e responderá pelas áreas de Desenvolvimento e Branding. cunha, além da Presidência, coordenará a área de Expansão e Novos Negócios. Nessa nova estrutura, Perfeito tem por fim liderar a introdução do novo plano de Marketing da empresa, começando no 2º semestre de 2014, bem como desenvolver e executar um plano de treinamento das metodologias, técnicas e ofertas de marketing digital oferecidas pela WSI para os consultores. Ele continuará apoiando os consultores no desenvolvimento e expansão de seus negócios.

Caio cunha assume o cargo num momento crucial para a WSI no Brasil. “Neste ano, desenvolvemos um planejamento estratégico de Marketing e Expansão bastante ousado para nosso País, em relação ao número de novas unidades que serão abertas nos próximos anos e ao incremento de faturamento das agências de consultoria WSI já instaladas no Brasil. Com treinamento, muito trabalho e os parceiros corretos, certamente cumpriremos e superaremos as metas”, acredita.

A ideia de acelerar a expansão da WSI não significa que ela negligenciará o perfil de seus consultores. “O objetivo é crescer de maneira organizada, atingindo o patamar máximo de 100 agências nos próximos três anos. É o que queremos para nossa estrutura, de maneira a conseguir dar todo o suporte que nossos consultores de marketing digital precisam para se desenvolver plenamente”, acredita o novo presidente.

Outro objetivo da WSI nesse ano é de aumentar o faturamento das agências individualmente. Para isso, novos fornecedores estão sendo homologados pela rede. “Os consultores WSI têm conquistado faturamento maior que 50% ao ano nos últimos três anos. A previsão é que continuem crescendo nesse passo nos próximos três anos”, finaliza cunha.

Caio cunha tem mais de 20 anos de bagagem profissional no mercado de tecnologia da informação e serviços. Executivo com atuação internacional e experiência em capacitação de negócios, cunha estudou Administração de Negócios na Roosevelt University (EUA) e Estratégias de Negócios para Empresas em Crescimento na Stanford University Graduate School of Business (EUA). Além disso, tem formação em Gestão Internacional no IMD International (Suíça).

Ao longo dos últimos 20 anos, no mercado de tecnologia, cunha exerceu posições de diretoria em grandes empresas multinacionais, como Hitachi Data Systems e SAP. Chegou a exercer funções de diretor-sócio na PriceWaterhouseCoopers, na qual iniciou sua carreira até atingir posição de diretoria responsável pelos serviços prestados a clientes como IBM e Unisys. Contribuiu em geração de novos negócios, incluindo a criação de novas subsidiárias internacionais, um centro de desenvolvimento de software, um centro de montagem e distribuição de equipamentos de armazenamento de dados. Estruturou uma “joint-venture” de compras eletrônicas (“e-procurement”) na industria de “Óleo e Gás” constituida em parceria com a SAP e a Petrobrás. Ele também trabalhou em conjunto com a Associação Brasileira de Empresas de Software para reverter uma lei de tributação sobre a indústria multinacional de software.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor