92% dos bancos da América Latina utilizam tecnologias da SAP

EmpresasFornecedores de SoftwareNegóciosProjetosSoftware

Segundo um levantamento feito pela SAP, 92% dos 25 maiores bancos da América Latina usam aplicações de negócios da SAP. Além disso, 65% das instituições são usuárias de soluções de análise de dados da fornecedora. O segmento de bancos é um dos mais relevantes para a SAP. “Somos líderes em fornecer soluções para o setor

Segundo um levantamento feito pela SAP, 92% dos 25 maiores bancos da América Latina usam aplicações de negócios da SAP. Além disso, 65% das instituições são usuárias de soluções de análise de dados da fornecedora.

economia01-905x500-660x330

O segmento de bancos é um dos mais relevantes para a SAP. “Somos líderes em fornecer soluções para o setor financeiro. Os mais importantes bancos usam soluções da SAP para agilizar e simplificar seus processos e ganhar competitividade”, diz Tonatiuh Barradas, vice-presidente de setores estratégicos da SAP América Latina. A SAP auxilia as instituições a coletar, analisar e conectar dados estratégicos para o negócio, além de permitir que as empresas tomem as melhores decisões com base em informações credíveis. “Isso é possível com o uso da plataforma SAP HANA”, acrescenta o executivo.

De acordo com a IDC, a América Latina foi o mercado de software que apresentou o mais rápido crescimento no mundo em 2013. As estimativas mostram que Big Data e ferramentas de análise vão impulsionar o crescimento do mercado global de software nos próximos anos. Estima-se que a receita da América Latina com essas soluções atinja US$ 871 milhões em 2014 e US$ 6,59 bilhões em 2018.

Os mercados emergentes, incluindo a América Latina, responderão por 62% de receita com soluções de Big Data até 2020. Atualmente, a SAP lidera o mercado global de ferramentas de análise com uma participação de mercado de 30%.

Uma pesquisa da SAP em conjunto com a Academia Business Transformation da Basileia (Suíça), Escola de Finanças e Administração de Frankfurt e Escola de Negócios Stern, da Universidade de Nova York, aponta que 77% dos entrevistados (diretores de TI de bancos) afirmam que o maior impacto está na satisfação do cliente e na conformidade normativa.

O estudo proporcionou um entendimento detalhado das áreas tecnológicas consideradas como as mais importantes para o setor. Cerca de seis em cada dez participantes (65%) afirmaram que a mobilidade é a tendência mais importante para o futuro, seguido de computação em memória(48%) e nuvem (47%). Os entrevistados também reconhecem que Big Data e ferramentas de análise representam uma oportunidade para os bancos e conferem uma ênfase muito maior à integridade das informações. As duas principais prioridades são a abrangência da agregação de dados (84%) e a disponibilidade das informações em tempo real (62%).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor