Falha em banco de dados afeta emissão de vistos americanos

CloudHOMEServidoresSoftware

Todos os consulados americanos do mundo, cerca de 200, ficaram impossibilitados de emitir vistos por quase duas semanas, por causa de um mau funcionamento do banco de dados consular do país. O Banco de Dados EUA Consular Consolidado (CCD) na Secretaria de Estado de Assuntos Consulares “está enfrentando problemas técnicos com o nosso sistema de

Todos os consulados americanos do mundo, cerca de 200, ficaram impossibilitados de emitir vistos por quase duas semanas, por causa de um mau funcionamento do banco de dados consular do país.

visto americano2

O Banco de Dados EUA Consular Consolidado (CCD) na Secretaria de Estado de Assuntos Consulares “está enfrentando problemas técnicos com o nosso sistema de passaporte / visto”, como declarou a porta-voz do órgão, Marie Harf, em uma coletiva de imprensa, acrescentando que o banco de dados, de fato, tem “enfrentando problemas de desempenho intermitente durante vários meses” agora.

Mesmo com a falha intermitente, o sistema operava com relativa estabilidade. A falha catastrófica aconteceu após uma atualização de software feita em 20 de julho. Baseado em tecnologia Oracle, o banco de dados foi atualizado segundo recomendação dos administradores do sistema.

“Foi feito um patch para tentar resolver o problema”, disse Harf. “Porém, nosso banco de dados começou a ter problemas de desempenho logo após que a manutenção foi realizada.”

Segundo a porta-voz, o problema se originou por causa de uma conjuntura de problemas na otimização do software e incompatibilidade do hardware. “Não houve intenção”, enfatizou ela, que descartou totalmente a possibilidade de um ataque cibernético ter causado o problema.

O CCD é um banco de dados crucial para o governo norte-americano. Ele integra dados de identidade, biometria e antecedentes e é cruzado com a base de dados do FBI e da autoridade responsável pelas fronteiras.

O sistema ainda está funcionando de forma errática. Só no Brasil, apenas metade das solicitações de visto foram atendidas. Apenas solicitações de emergência estão recebendo prioridade.

A falha quase causou um incidente diplomático com a Rússia, pois em um primeiro momento, acreditou-se que a negação dos vistos estava relacionada com o avião de passageiros abatido recentemente na Ucrânia. Como o problema foi global, o mal entendido foi rapidamente desfeito.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor