IBM cria processador que simula funcionamento do cérebro

Business IntelligenceData StorageEmpresasHOMENegócios

A revista “Science” publicou um artigo apresentando uma nova tecnologia de processadores que muda o paradigma dos computadores de hoje. Em vez de processar uma só operação linearmente, o novo chip consegue processar simultaneamente múltiplos processos. O novo chip da IBM possui 5,4 bilhões de transístores, que se estruturam como mais de um milhão de

A revista “Science” publicou um artigo apresentando uma nova tecnologia de processadores que muda o paradigma dos computadores de hoje. Em vez de processar uma só operação linearmente, o novo chip consegue processar simultaneamente múltiplos processos.

processador neurosináptico ibm

O novo chip da IBM possui 5,4 bilhões de transístores, que se estruturam como mais de um milhão de neurônios e formam 256 milhões de sinapses. Se comprovada fora do laboratório, essa capacidade o coloca lado a lado de supercomputadores completos.

O chip é o resultado de dez anos de pesquisa de uma equipe formada por 200 trabalhadores da IBM em parceria com a Agência de Projetos de Pesquisa Avançados de Defesa, vinculada ao Departamento de Defesa dos Estados Unidos que forneceu US$ 53 milhões de recursos para o projeto.

Se o novo microchip entrar com sucesso na indústria e for aceito como novo padrão, pode representar uma revolução. Hoje, o consumo de energia e o aquecimento limitam a inovação que poderia representar um grande avanço para o mercado de informática, que há anos tenta aumentar a velocidade de seus processadores sem aumentar a velocidade de computação e correr risco de superaquecimento.

Caso cheguem ao mercado, essa nova geração de processadores permitirá que computadores e robôs percebam com muito mais precisão o mundo que os cerca, fazendo interações em tempo real de diversos tipos de sensores.

Hoje, as GPUs, os chips que equipam as placas de vídeo, fazem processamento paralelo, mas ultra especializado e muito longe da complexidade da descoberta da IBM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor