Lumia 530: o Windows Phone mais barato do mercado

OperadorasRedes

A Nokia já está vendendo, em sua loja online, o novo Lumia 530, por 399 reais, o que o torna o Windows Phone mais barato do mercado brasileiro. Este não é um sucessor do Lumia 520, que teve sucesso considerável, mas antes uma opção mais econômica que revela a intenção da Microsoft em levar seu

A Nokia já está vendendo, em sua loja online, o novo Lumia 530, por 399 reais, o que o torna o Windows Phone mais barato do mercado brasileiro. Este não é um sucessor do Lumia 520, que teve sucesso considerável, mas antes uma opção mais econômica que revela a intenção da Microsoft em levar seu sistema operacional a mais pessoas.

Nokia Lumia 530

O novo Nokia Lumia 530 é a mais recente aposta da Nokia e da Microsoft para os mercados emergentes da América Latina. Quem esperava uma evolução do Lumia 520 enganou-se. Este novo aparelho não apresenta características melhores que o anterior, exceto o processador que é um quad-core de 1.2 GHz Snapdragon.

A memória RAM mantém-se nos 512 MB do modelo anterior tal como a bateria de 1.430 mAh. No resto, assistimos a um downgrade no sentido de tornar o preço mais atrativo: a câmera tem foco fixo ao invés do foco automático, o espaço interno é metade do anterior (4GB) embora possa ser expandido com microSD, a tela de 4 polegadas passa a ser TFT e não IPS e o Lumia 530 não possui o sensor de proximidade que apaga a tela quando aproximada do rosto para evitar acionar botões durante a ligação.

O aparelho pode ser encontrado nas cores preta e branca (a foto apresenta toda a gama mas, para já, apenas estas duas estão disponíveis na loja online brasileira) e na versão com entrada para dois chips. Está equipado com o sistema operacional Windows Phone 8.1 e trás já a atualização Lumia Cyan.

Com o lançamento do Lumia 530, a Nokia e a Microsoft não pretendem retirar de linha o 520. A ideia é que o consumidor tenha mais uma opção disponível e ainda mais acessível que vai permitir lutar com os aparelhos Android mais básicos existentes no mercado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor