Positivo Informática conquista maior lucro

GestãoNegóciosResultados

A Positivo Informática, empresa especializada na produção de computadores, conseguiu no segundo trimestre conquistar um lucro líquido de 3,3 milhões de reais, contrariando a perda de 8,2 milhões sofrida no ano passado durante o mesmo período. O lucro antes de serem subtraídos certos itens chegou aos 35,2 milhões de reais, um expressivo aumento de 86,7

A Positivo Informática, empresa especializada na produção de computadores, conseguiu no segundo trimestre conquistar um lucro líquido de 3,3 milhões de reais, contrariando a perda de 8,2 milhões sofrida no ano passado durante o mesmo período.

postivo informático

O lucro antes de serem subtraídos certos itens chegou aos 35,2 milhões de reais, um expressivo aumento de 86,7 por cento face aos resultados obtidos no segundo trimestre do ano passado. A Positivo Informática viu a sua margem de lucro subir dos três por cento para os 6,1 por cento.

A empresa brasileira acredita que no corrente terceiro trimestre existirá um reforço da procura, o que motivará a recuperação do crescimento e da rentabilidade do seu segmento de vendas.

De acordo com os resultados avançados, a Positivo Informática foi impactada por um decréscimo de 8,3 por cento nas receitas líquidas, que se ficaram pelos 579,3 reais. Essa queda, contudo, foi contrabalançada por um aumento das vendas de soluções e produtos para os setores governamental e empresarial.

Depois de ter tropeçado em complicações relativas à produção dos seus celulares por terceiros, a Positivo Informática optou por dar início à própria produção dos smartphones antes do prazo esperado.

As operações de fabrico próprio de smartphones começaram no final do passado mês de junho e dotaram a empresa de uma capacidade de produção de 80 ml unidades por mês. De abril a junho, a tecnológica sediada em Curitiba conseguiu vender 43,8 mil smartphones, em adição a 10,1 mil celulares tradicionais, valores estes que refletem uma quebra de 21,4 por cento comparativamente ao mesmo trimestre de 2013.

No segundo trimestre, a tecnológica liderada por Helio Bruck Rotenberg vendeu, no total, 582,35 mil computadores e tablets, uma queda de 28,9 por cento referentemente a 2013.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor