Receita da Alibaba dispara antes de IPO

EmpresasHOMENegócios

A receita trimestral da gigante chinesa de comércio eletrônico Alibaba deu um salto de 46,3 por cento, para 2,54 bilhões de dólares devido a uma alta nas vendas domésticas. A empresa deve fazer uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações nos EUA no próximo mês. O lucro líquido atribuível a acionistas ordinários quase

A receita trimestral da gigante chinesa de comércio eletrônico Alibaba deu um salto de 46,3 por cento, para 2,54 bilhões de dólares devido a uma alta nas vendas domésticas. A empresa deve fazer uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações nos EUA no próximo mês.

alibaba2

O lucro líquido atribuível a acionistas ordinários quase triplicou para 1,99 bilhão de dólares, ou 0,84 dólar por ação, para o trimestre encerrado em 30 de junho.

A receita de seu negócio de comercio varejista na China subiu 45,8 por cento, para 2,04 bilhões de dólares.

“O IPO do Alibaba será enorme para Wall Street”, comentou Michael Purves, estrategista global da corretora Weeden & Co. Segundo Purves, os gerentes de fundos “podem ter de vender outras ações do setor de tecnologia para abrir espaço” para o Alibaba, disse.

Aliás, quando anunciaram a oferta pública inicial de ações do chinês Alibaba, site que responde por 80% do gigantesco e-commerce chinês, especialistas defenderem  logo que esta pode entrar para a história como o maior IPO já feito.

Segundo o Wall Street Journal, a IPO é tão esperada que está em discussão o aumento do número de ações, o que seria vital para a empresa arrecadar fundos para expandir seus negócios para além da China.

O Alibaba está em um ponto em que, depois do extremo crescimento que teve, vai precisar de capital para fazer um outro impulso mais a frente”, afirmou Paul Boyd, da ClearPath Capital Partners, consultoria de investimentos para executivos de tecnologia, referindo-se aos resultados financeiros da empresa no primeiro trimestre, quando apresentou recorde de receita e lucro.

O Alibaba tem receitas de vendas e lucro líquido maiores do que a Amazon e o eBay juntos.

Ainda não está claro se o fundador do Alibaba, Jack Ma, vai vender parte de sua participação no IPO. Ele e um pequeno grupo de outros fundadores, executivos e empregados de longa data da empresa pretende manter algum controle da empresa, independentemente da sua participação econômica, mantendo o poder de nomear a maioria do Conselho de Administração da companhia, segundo disseram fontes próximas ao Alibaba.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor