Sabe quantas das maiores fortunas do Brasil provêm da tech?

e-MarketingNegóciosRedes Sociais

A resposta é… uma! Entre os nomes presentes na lista dos bilionários da Forbes Brasil apenas o décimo terceiro conseguiu sua fortuna através de uma empresa tecnológica. Eduardo Saverin é cofundador do Facebook e viveu a maior parte da sua vida fora do país. Quando, em 19 de março de 1982, Eduardo nasceu no Brasil,

A resposta é… uma! Entre os nomes presentes na lista dos bilionários da Forbes Brasil apenas o décimo terceiro conseguiu sua fortuna através de uma empresa tecnológica. Eduardo Saverin é cofundador do Facebook e viveu a maior parte da sua vida fora do país.

Eduardo Saverin at the 8th ChinITC conference

Quando, em 19 de março de 1982, Eduardo nasceu no Brasil, a internet moderna estaria a dar os primeiros passos mas estava ainda muito longe de ser comercializada, permitindo que várias empresas e negócios fossem criados assentes nessa tecnologia, como é o caso das redes sociais. Foi assim que Eduardo ajudou Mark Zuckerberg a criar o Facebook, em 2004, quando estava no seu segundo ano em Harvard.

Sua participação na empresa foi relativamente curta pois desentendeu-se com Zuckerberg sobre o a forma de gerir o projeto o que levou ao afastamento de Saverin que até aí havia desempenhado o papel de CFO e gerente de negócios. Ele moveu uma ação contra o Facebook e conseguiu ficar com 5% das ações sendo que entretanto já vendeu metade.

Atualmente, Eduardo Saverin vive em Singapura, é investidor e apoia várias startups, multiplicando seus ganhos e aumentando sua fortuna que já vai crescendo “naturalmente” com a valorização de sua participação no capital do Facebook. 9,52 bilhões de reais é o valor apontado pela Forbes para a conta deste jovem de 32 anos, o mais novo entre os 30 maiores bilionários brasileiros.

A lista é liderada por Jorge Paulo Lemann, empresário ligado à cervejaria e alimentação com uma fortuna avaliada em 49,85 bilhões de reais. O segundo colocado é Josepph Safra, empresário libanês naturalizado brasileiro que viu sua fortuna ascender aos 35,98 bilhões, originados maioritariamente de negócios na banca. Na terceira e quarta colocações vêm Marcel Herrman Telles e Carlos Alberto Sircurpira que são sócios e parceiros de Lemann.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor