ABES orienta executivos na gestão de ativos de software

NegóciosSoftware

A Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES) lançou um manual de gestão de ativos de software que ajudará os executivos, e demais gestores, da área das Tecnologias de Informação a efetuarem o devido gerenciamento dos programas e aplicações, para que sejam evitadas despesas desnecessárias e situações de não conformidade com políticas de licenciamento.  

A Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES) lançou um manual de gestão de ativos de software que ajudará os executivos, e demais gestores, da área das Tecnologias de Informação a efetuarem o devido gerenciamento dos programas e aplicações, para que sejam evitadas despesas desnecessárias e situações de não conformidade com políticas de licenciamento.

software

 

Disponível gratuitamente no website da ABES, o manual ressalva que é crucial que parte do budget das empresas – de três a cinco por cento – destinado ao segmento de software seja investido no gerenciamento de programas e aplicações, para que, dessa forma, e segundo Jorge Sukarie, o presidente da Associação, se reduzam os custos supérfluos, realizando investimentos baseados no conhecimento sólido da situação do negócio.

O manual orientador aponta para quatro estágios que permitem um gerenciamento efetivo de ativos de software: inventário, comprovação de propriedade de licença, verificação contínua da conformidade, gestão de inventário de ativos de software.

Através desses passos o gestor pode, então, proceder à identificação dos programas instalados sem autorização, e que licenças não foram respeitadas; à comprovação da propriedade das licenças obtidas; à garantia da utilização dos ativos dentro da entidade; à gestão do volume de programas e aplicações operacionais.

Todos os anos, no Brasil, os danos associados à pirataria – instalação de programas e aplicações sem a devida licença – atingem quase três bilhões de dólares.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor