Pesquisa da IBM Brasil sobre uso de computação cognitiva recebe apoio do CNPq

Business IntelligenceData StorageEmpresasHOMENegócios

O Laboratório de Pesquisa da IBM Brasil contará com 10 bolsas de estudo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para pós-doutores. Os profissionais atuarão em pesquisa sobre o uso da computação cognitiva para gerenciamento e exploração de recursos naturais, que incluem as indústrias de petróleo&gás, biocombustíveis, mineração e água. Parte da equipe

O Laboratório de Pesquisa da IBM Brasil contará com 10 bolsas de estudo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para pós-doutores. Os profissionais atuarão em pesquisa sobre o uso da computação cognitiva para gerenciamento e exploração de recursos naturais, que incluem as indústrias de petróleo&gás, biocombustíveis, mineração e água. Parte da equipe já foi selecionada e os primeiros bolsistas devem iniciar seus trabalhos no mês de setembro. Os pesquisadores trabalharão no projeto entre dois e três anos.

ibm pesquisa brasil1

O objetivo desta pesquisa em que os bolsistas estarão envolvidos é construir uma plataforma de software comum capaz de integrar múltiplos sistemas cognitivos que deem suporte à tomada de decisão de negócios nas áreas de descoberta, exploração e produção de recursos naturais. A pesquisa contará com quatro frentes de estudo: técnicas de apoio para exploração e interpretação de dados contextualizados; extração de informações a partir de dados não estruturados (imagens e linguagem natural); integração de sistemas complexos e heterogêneos; e técnicas de Engenharia de Software para agilizar o processo de customização de sistemas cognitivos.

A iniciativa do CNPq de apoio à pesquisa de recursos naturais da IBM pertence ao Programa Estratégico de Software e Serviços em Tecnologia da Informação (TI Maior), do órgão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Para ser selecionada, a IBM inscreveu o projeto de pesquisa em um edital do órgão, que contemplou cinco centros de pesquisa no Brasil. As bolsas constituem contrapartida do MCTI, por meio CNPq, aos investimentos com que as empresas selecionadas se comprometeram em suas propostas.

“O apoio do CNPq a projetos de centros de pesquisa reconhece a importância do papel da pesquisa privada no país e incentiva a investigação local. Em nosso campo de pesquisa, a descoberta do pré-sal trouxe para o Brasil desafios tecnológicos sem precedentes para o desenvolvimento de campos de exploração. Hoje, temos o apoio do TI Maior para encontrar soluções para desafios únicos em logística e operações offshore”, afirma o gerente sênior de Soluções para Recursos Naturais do Laboratório de Pesquisas da IBM Brasil, Renato Cerqueira.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor