Regency IT, Q Data e SAP ajudam empresas a se adequarem à nova norma da Anvisa

Fornecedores de SoftwareHOMEProjetosSoftware

As empresas do setor farmacêutico que atuam no Brasil têm até 2016 para se adequar ao Sistema Nacional de Controle de Medicamentos, legislação determinada pela Anvisa em 2013 que torna obrigatório o rastreamento de toda a cadeia produtiva de medicações, da recepção da matéria prima à entrega do produto final. Serão em torno de 500

As empresas do setor farmacêutico que atuam no Brasil têm até 2016 para se adequar ao Sistema Nacional de Controle de Medicamentos, legislação determinada pela Anvisa em 2013 que torna obrigatório o rastreamento de toda a cadeia produtiva de medicações, da recepção da matéria prima à entrega do produto final.

setor farmaceutico

Serão em torno de 500 laboratórios, 60 mil drogarias e 7 mil hospitais e clínicas que terão de se adaptar à nova regulamentação. Para atender a esta demanda, a Regency IT Consulting, consultoria de Tecnologia da Informação, gestão de projetos e Cloud Computing, firmou uma parceria com a norte-americana Q Data para avaliar, planejar e implementar localmente a tecnologia SAP GBT (Global Batch Traceability).

O GBT promove o rastreamento de produtos de ponta a ponta da cadeia de suprimentos, entregando ao sistema de gestão dados sobre todas as ações e incidentes relativos a fabricação, armazenamento, transporte, distribuição e venda dos produtos. Integrada ao SAP, a tecnologia expande os recursos de TM (Transport Management) e EM (Event Management) do ERP.

Assim, os usuários do SAP GBT têm visibilidade completa de todos os processos relacionados a SCM (Supply Chain Management) e podem, além de se adequar à nova norma da Anvisa, obedecendo aos critérios de monitoramento de dados como número de identificação de cada medicamento, lote, validade e número serial por meio de código Data Matrix – padrão de rastreamento da Associação Brasileira de Automação -, também verificar eventos do processo logístico em tempo real.

Isto porque o recurso SAP EM entrega ao ERP dados sobre o andamento das cargas, condições, falhas e demandas de reparos dos veículos utilizados, estado dos lotes, interrupções e atrasos, entre muitos outros eventos. Estes dados permanecem no banco do sistema, permitindo gerar estatísticas que facilitam a implantação de melhorias.

“Se você sabe, por exemplo, que em determinada região a carga costuma ser interrompida por um determinado motivo, poderá ajustar-se à exigência pontual. Se você sabe que X vezes uma carga liberada em certa data sofreu atraso, poderá replanejar o cronograma para evitar a reincidência e eliminar o descumprimento de prazos. As aplicações são vastas, depende de cada player usar os dados de acordo com suas demandas”, afirmou em comunicado Kevin Wilson, sócio-diretor da Q Data e especialista em SAP Event Management.

Não é só às normas brasileiras que a tecnologia SAP GBT permite atender. Para empresas que trabalham com o mercado norte-americano de medicamentos também podem utilizá-la para se adaptar ao DSCSA (Drug Supply Chain Security Act), padrão definido pela FDA (U.S. Food and Drug Administration) para controle da cadeia produtiva e que vem entrando em vigor gradativamente, de acordo com o setor de atuação do fornecedor, desde fevereiro deste ano.

Além do setor de saúde, a tecnologia se aplica também a quaisquer outros nichos que demandem gerenciamento da cadeia de suprimento. Exigências de rastreabilidade do agribusiness, como as regulamentações para a cadeia de produtos de carne bovina e de búfalos (PLC 135/09), e da indústria, como no setor fabril, ao qual incorrem obrigações de rastreamento de produtos ligadas à Lei nº 9.933/1999, que discorre fiscalização sobre a cadeia de produção, armazenamento, transporte, exposição e comercialização de itens, são bons exemplos.

A expertise da Regency IT Consulting inclui implantação e integração do SAP GBT com SAP Business Suite (ERP) e SAP AII in One, e testes da solução implantada. A meta é fechar um mínimo de cinco contratos de grande porte no Brasil no primeiro ano de vigência da parceria.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor