Software auxilia o desenvolvimento de redes de sensores sem fio

EmpresasNegócios

O campo das redes de sensores sem fio ganhou, neste ano, um software com potencial para melhorar as etapas de projeto, desenvolvimento e implantação. Com pesquisas iniciadas em 2007, o Ambiente de Desenvolvimento de Rede de Sensores Sem Fio Inteligente (Adrix) teve patente aprovada e deve ser disponibilizado em breve para uso para a comunidade

O campo das redes de sensores sem fio ganhou, neste ano, um software com potencial para melhorar as etapas de projeto, desenvolvimento e implantação. Com pesquisas iniciadas em 2007, o Ambiente de Desenvolvimento de Rede de Sensores Sem Fio Inteligente (Adrix) teve patente aprovada e deve ser disponibilizado em breve para uso para a comunidade acadêmica.

software

Patenteado em maio, o Adrix funciona como uma plataforma genérica, útil em diversos tipos de aplicação. Para auxiliar no projeto de componentes de redes de sensores sem fio, a plataforma compila um banco de dados sobre uma extensa gama de hardware e software comerciais que podem ser usados na composição de redes de sensores.

“A escolha de um desses hardwares ou softwares vai depender do tipo de uso que aquele sensor vai ter: por exemplo, medir a temperatura de um tonel de óleo quente exige um encapsulamento diferente de um sensor que calcula temperatura e pressão atmosféricas – logo, vão precisar de processadores e algoritmos diferentes para operar”, explica a pesquisadora Letícia Zobby, que trabalhou no desenvolvimento do Adrix durante seu doutorado.

Ela defendeu a tese em março do ano passado na Universidade de Brasília e foi orientada por José Camargo da Costa (UnB) e co-orientada por Linnyer Beatryz Ruiz, da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Ambos são pesquisadores do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Sistemas Micro e Nanoeletrônicos (INCT Namitec).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor