Allied Telesis expande oferta para data centers de pequeno e médio porte

EmpresasHOMENegóciosRedes

A Allied Telesis, empresa global de telecomunicações com sede no Japão, lançou no mercado brasileiro a Série X900 de Switches Ethernet. Segundo a empresa, a nova linha, destinada ao segmento de data centers para até 2 mil usuários, traz recursos que reduzem custos de energia e refrigeração, além de garantir alta disponibilidade das redes por

A Allied Telesis, empresa global de telecomunicações com sede no Japão, lançou no mercado brasileiro a Série X900 de Switches Ethernet. Segundo a empresa, a nova linha, destinada ao segmento de data centers para até 2 mil usuários, traz recursos que reduzem custos de energia e refrigeração, além de garantir alta disponibilidade das redes por meio de um tempo de convergência automática de links nunca maior do que 50 milissegundos.

allied telesis x900

A série X900 também traz funcionalidades que simplificam a recuperação de desastres (disaster recovery) e facilitam o gerenciamento da estrutura de switches.

“Estruturas de alta disponibilidade tradicionais atuam no modelo ativo – passivo, com um equipamento rodando e outro na reserva de contingência, sendo ativado somente em caso de queda da rede. Isso demanda indisponibilidade da rede, o que para setores de missão crítica pode custar muito. Nossa arquitetura X900 é padrão ativo – ativo, ou seja: os dois switches empilhados funcionam praticamente ininterruptamente, permitindo a convergência em milissegundos e usando 100% do investimento”, ressaltou em nota Darlington Bezerra, Sales Engineer da Allied Telesis Brasil.

Outro recurso que a companhia destaca é o sistema de refrigeração Front to Back dos Switches X900. Em data centers, em geral ocorre uma alternância de corredores frios e quentes, em função da disposição das máquinas. O tradicional sistema de refrigeração de switches é lateral, o que incorre no aquecimento de alguns equipamentos pela liberação de calor de outros posicionados ao lado.

A Allied Telesis afirma que, com sua nova linha, isso não ocorre. A refrigeração parte da dianteira para a traseira do switch, liberando calor para os espaços livres, o que evita o aumento da temperatura no data center e otimiza a refrigeração, considerada pela consultoria global Gartner como responsável por 50% do consumo de energia elétrica de um data center.

A automatização das rotinas administrativas é outro destaque do equipamento, que provê aos gestores de TI um console de gerenciamento unificado da rede, com dispositivos de instalação e recuperação automática, sem a necessidade de deslocar pessoal até cada equipamento.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor