Analíticas avançadas são prioridades fundamentais para empresas, diz Gartner

Data Storage

O Gartner diz que as analíticas avançadas representam uma prioridade fundamental para as empresas, alimentadas pela necessidade de fazer com que essas análises estejam disponíveis para mais usuários e ampliem o insight das empresas. As analíticas avançadas são o segmento que cresce mais rápido no mercado de Business Intelligence (BI) e software analítico, e ultrapassou

O Gartner diz que as analíticas avançadas representam uma prioridade fundamental para as empresas, alimentadas pela necessidade de fazer com que essas análises estejam disponíveis para mais usuários e ampliem o insight das empresas. As analíticas avançadas são o segmento que cresce mais rápido no mercado de Business Intelligence (BI) e software analítico, e ultrapassou US$ 1 bilhão em 2013. Analistas estão explorando as capacidades analíticas no Symposium/ITxpo2014, que acontece até 30 de outubro, no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

BI

“Embora as analíticas avançadas existam há mais de 20 anos, o Big Data acelerou o interesse no mercado e sua posição nas empresas”, diz Alexander Linden, diretor de pesquisas do Gartner. “Ao invés de ser um domínio de poucos grupos selecionados (por exemplo: marketing, riscos), agora, muitas outras funções de negócio têm um interesse legítimo nessa capacidade para ajudar a promover melhores tomadas de decisão e aprimorar os resultados das empresas”.

Segundo uma nota enviada à imprensa, o Gartner admite que os líderes de TI e de negócios devem aumentar seus esforços para que empresas passem do uso tradicional de BI, que aborda análises descritivas (o que aconteceu), para analíticas avançadas, que complementam com as respostas ‘por que’, ‘o que vai acontecer’ e ‘como vamos cuidar disso’.

“Embora as analíticas básicas forneçam um resumo geral dos dados, as analíticas avançadas entregam informações mais profundas de conhecimento dos dados e dados granulares”, acrescenta Linden. A recompensa da tomada de decisão com base em dados pode ser um impulsionador poderoso para os resultados das empresas, diz o Gartner. Por exemplo, as aplicações de diagnósticos clínicos aplicam analíticas em uma série de fontes estruturadas e não- estruturadas – incluindo dados de registros eletrônicos sobre saúde, medicamentos, e outros – para recomendar os melhores planos de tratamento aos pacientes individuais.

Porém, criar valor a partir de dados requer uma série de talentos, desde a integração e a preparação dos dados até arquitetar ambientes de bancos de dados especializados em computação, data mining e algoritmos inteligentes. “Extrair valor dos dados não é uma tarefa trivial”, afirma Linden. “Um dos elementos-chave de qualquer programa do tipo ‘decifrar os dados’ são as pessoas, que devem ter as habilidades e capacidades corretas”.

Os cientistas de dados das empresas suportam iniciativas de Big Data para as quais o caso nº1 é melhorar a experiência dos clientes. De acordo com o último estudo global do Gartner sobre Big Data, feito em 2014, 68% dos pesquisados disseram que usam Big Data para melhorar a experiência de seus clientes. Este é o terceiro ano consecutivo em que a experiência dos clientes tem sido um dos principais problemas que as empresas precisam abordar.

“Cientistas de dados não são analistas de negócio”, disse Linden. “Eles são profissionais com a capacidade de derivar modelos matemáticos dos dados para colher benefícios comerciais claros e poderosos. Eles precisam se comunicar bem entre diferentes unidades de negócio e trabalhar na intersecção das metas da empresa, das limitações, dos processos, dos dados disponíveis e das possibilidades analíticas.”

Em última análise, a ciência dos dados é inevitável, pois pode ajudar a extrair vários tipos de conhecimento. Por exemplo, como conquistar novos clientes (database marketing – marketing do banco de dados), como efetuar mais vendas cruzadas (por meio da modelagem propensão-a-comprar), informação a caminho da otimização, design de medicamentos e demanda ou previsão de fracasso.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor