Estudo revela o que o executivo brasileiro busca nos smartphones

EmpresasHOMEMobilidadeNegóciosSmartphones

Um estudo mundial realizado pelo instituto de pesquisa GfK e a BlackBerry revelou insights em relação à produtividade em dispositivos móveis. De acordo o estudo, os trabalhadores móveis dos dias de hoje que definem a produtividade mais em termos de “conseguir” e menos em termos de “fazer”. Os usuários de smartphones valorizam recursos e funcionalidades

Um estudo mundial realizado pelo instituto de pesquisa GfK e a BlackBerry revelou insights em relação à produtividade em dispositivos móveis. De acordo o estudo, os trabalhadores móveis dos dias de hoje que definem a produtividade mais em termos de “conseguir” e menos em termos de “fazer”. Os usuários de smartphones valorizam recursos e funcionalidades com os quais podem ter mais controle, impacto e cada vez mais sucesso.

blackberry-z10

Segundo o apurado, em vez de só riscar itens numa lista de tarefas, ser produtivo hoje significa criar, de forma consciente, mais tempo para se concentrar naquilo que importa. De acordo com o estudo, 67% dos usuários corporativos de smartphones disseram que estavam “sempre em busca de aumentar a produtividade”, e 69% estão “na busca constante de novas maneiras de fazer o que precisam com a maior eficiência possível”.

Quando se trata de concluir tarefas, “só fazer” não é mais suficiente: 65% dos usuários de smartphones para trabalho dizem que é importante “marcar sua presença” no resultado de seu trabalho e obter uma sensação de realização maior no que fazem.

A percepção sobre os smartphones mudou radicalmente nos últimos anos. Dois terços dos participantes da pesquisa concordam que os smartphones flexibilizaram a rotina de trabalho: fora do horário comercial entre 9h e 17h e do espaço de trabalho tradicional, com maior controle sobre a própria produtividade. Os smartphones também otimizam o tempo. Um terço dos participantes da pesquisa disse que o smartphone otimiza mais de cinco horas em uma semana normal de trabalho.

Os resultados no Brasil se alinham com os resultados da pesquisa global. Em termos de desempenho dos smartphones para recursos e tarefas ou atividades específicas, há diversos fatores que impulsionam a preferência dos usuários no Brasil pelos aparelhos BlackBerry, em especial maior privacidade, a segurança das informações e durabilidade da bateria em relação à concorrência.

A duração da bateria foi considerada especialmente importante para o aumento da produtividade. Por fim, os usuários finais BlackBerry no Brasil também atribuem notas mais altas para alguns benefícios emocionais e motivacionais: em comparação com o restante do mercado, os usuários afirmam que seus smartphones os ajudam a avançar na carreira e a refletir seu status na empresa.

O estudo foi encomendado pela BlackBerry e realizado de forma independente pela GfK, com mais de 9.500 participantes em 10 países e empresas de todos os portes, desde pequenas e médias a grandes multinacionais. Entre os participantes estão usuários de diversas marcas de smartphones, revelando diferenças bastante claras na forma como os usuários avaliam a produtividade.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor