Google deverá reforçar atuação em publicidade mobile

e-MarketingNegóciosPublicidade

O Google viu seus lucros e receitas do terceiro trimestre ficarem abaixo da meta. A queda foi substancial ao ponto de demandar uma dinamização de vendas de publicidade, que tem se acomodado, diminuindo a força de uma das maiores fontes de rendimentos da empresa. Os lucros do gigante de Mountain View rondavam os US$ 6,35

O Google viu seus lucros e receitas do terceiro trimestre ficarem abaixo da meta. A queda foi substancial ao ponto de demandar uma dinamização de vendas de publicidade, que tem se acomodado, diminuindo a força de uma das maiores fontes de rendimentos da empresa.

google-ue

Os lucros do gigante de Mountain View rondavam os US$ 6,35 por ação, abaixo dos US$ 6,53 que haviam sido previstos por  analistas. Já as receitas do Google ficaram em US$ 13,2 bilhões, valor este que ficou também atrás das estimativas de analistas, segundo informações apuradas pela Bloomberg.

Larry Page, CEO do Google, tem investido em várias áreas, desde software para empresas até serviços mobile, numa tentativa de expandir o seu braço publicitário para além dos anúncios em computadores pessoais.

As receitas geradas pelos websites de um dos maiores players da cena tecnológica mundial cresceram 20%, um resultado inferior em 3% em relação ao registado no período anterior. Contudo, tem sido forte a aposta no recrutamento de novos profissionais e no segmento de Pesquisa & Design, o que se refletiu em gastos que ultrapassaram em 50% as despesas registradas no mesmo período.

Ben Shachter, analista na Macquarie Securities USA, afirmou à Bloomberg que o crescimento do Google está abrandando, resultado direto do capital desembolsado pela empresa para contratar talento. O analista acrescentou que uma solução que vise mitigar este decréscimo seria o reforço de áreas que tradicionalmente não são fortes fontes de receitas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor