Oferta da Lenovo faz subir ações da Blackberry

Negócios

As ações BlackBerry subiam mais de 3 por cento nesta segunda-feira, após um site de notícias dizer que a fabricante de computadores chinesa Lenovo pode oferecer comprar a empresa de tecnologia canadense, avançou a Reuters. O Benzinga.com, citando uma fonte não identificada próxima do assunto, disse que uma oferta de 15 dólares por ação poderia vir

As ações BlackBerry subiam mais de 3 por cento nesta segunda-feira, após um site de notícias dizer que a fabricante de computadores chinesa Lenovo pode oferecer comprar a empresa de tecnologia canadense, avançou a Reuters.

A Canadian flag waves in front of a Blackberry logo at the Blackberry campus in Waterloo

O Benzinga.com, citando uma fonte não identificada próxima do assunto, disse que uma oferta de 15 dólares por ação poderia vir a público ainda nesta semana.

Lenovo e BlackBerry disseram que suas empresas não comentariam rumores e especulações.

Rumores de uma oferta da Lenovo para BlackBerry já surgiram muitas vezes nos últimos dois anos. Executivos sêniores da Lenovo em diferentes momentos mostraram interesse na BlackBerry como meio de reforçar a sua própria divisão de celulares.

A especulação cresceu em 2013, quando a BlackBerry afirmou que estava explorando alternativas estratégicas.

Mas fontes familiarizadas com a situação disseram à Reuters que o governo canadense havia fortemente sugerido à BlackBerry que qualquer venda para Lenovo não iria ganhar as aprovações regulatórias necessárias, devido a preocupações de segurança.

Redes seguras do BlackBerry gerenciam o tráfego de email de milhares de grandes clientes corporativos, além de agências governamentais e militares em todo o mundo. Segundo a lei canadense, qualquer aquisição estrangeira da BlackBerry exigiria aprovação do governo.

O primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, disse à Reuters em 2012 que ele queria que a BlackBerry crescesse “como empresa canadense.” No fim de 2011, o então ministro da Indústria, Christian Paradis referiu-se à empresa como “joia canadense.”

Os analistas também disseram que qualquer venda para Lenovo iria enfrentar obstáculos regulatórios, mas sugeriram que a venda apenas dos negócios de fone de ouvido da BlackBerry poderia obter aval dos reguladores.

O negócio de headsets da BlackBerry tornou-se lucrativo antes de certos itens no último trimestre, após a empresa concluir seu programa de reestruturação de três anos.

O presidente executivo da BlackBerry, John Chen, disse que o negócio de celulares ainda é fundamental para a empresa, uma vez que irá promover o crescimento das vendas ao longo dos próximos trimestres até que o negócio de software e serviços comece a gerar novas fontes de receita no primeiro semestre de 2015.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor