Operadoras acabarão com velocidade reduzida de internet após consumo da franquia

OperadorasRedes

As principais operadoras do Brasil devem instituir o bloqueio do acesso à web após o consumo de créditos ou da franquia de dados. Até então, a velocidade era reduzida, mas o acesso era mantido. Na prática, a mudança não altera muito a realidade do acesso em velocidade reduzida. Em muitos casos, a redução de velocidade

As principais operadoras do Brasil devem instituir o bloqueio do acesso à web após o consumo de créditos ou da franquia de dados. Até então, a velocidade era reduzida, mas o acesso era mantido.

acesso móvel

Na prática, a mudança não altera muito a realidade do acesso em velocidade reduzida. Em muitos casos, a redução de velocidade é tanta que o uso é praticamente impossibilitado. Na visão das operadoras, a medida melhorará a experiência de uso do usuário.

Do lado dos usuários, a medida obrigará quem quiser navegar além de sua franquia de dados a comprar pacotes adicionais de dados.

A Vivo, maior empresa do setor, com 79 milhões de clientes, será a primeira a adotar a mudança. A partir de novembro, o usuário que consumir toda a franquia do pacote de internet móvel terá a conexão bloqueada se não contratar nova leva de dados.

Como o setor é bastante uniforme em relação à práticas de cobrança, é certo que TIM, Claro e Oi seguirão pelo mesmo caminho.

A nova prática alinha as operadoras do Brasil com as maiores de todo o planeta, como AT&T, T-Mobile e Verizon. É um movimento importante para expandir a base de assinantes pós-pagos.

Vale lembrar que, com a queda crescente da tarefa de interconexão determinada pela Anatel, as operadoras perderão uma substancial fonte de receita até 2018. Em São Paulo, a tarifa será de R$ 0,16 em 2015, e chegará ao nível de R$ 0,01 a R$ 0,02 em 2018.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor