Pesquisa aponta que e-commerce é a nova plataforma de empreendedorismo

Big DataData StorageE-commercee-MarketingEmpresasGestãoHOMENegóciosSkills

Uma pesquisa feita pela plataforma Big Web, da BigData Corp, empresa especializada em soluções de Big Data, mostra que o e-commerce do Brasil surge como uma nova opção para os empreendedores. Do total de sites de comércio eletrônico no país, 52% correspondem aos lojistas que não utilizam qualquer solução de venda disponível no mercado. Isso

Uma pesquisa feita pela plataforma Big Web, da BigData Corp, empresa especializada em soluções de Big Data, mostra que o e-commerce do Brasil surge como uma nova opção para os empreendedores.

10-Apps-to-Help-Plan-Your-Business-Travels

Do total de sites de comércio eletrônico no país, 52% correspondem aos lojistas que não utilizam qualquer solução de venda disponível no mercado. Isso indica que as páginas são de pequenas e médias empresas que constroem por conta própria o sistema.

Outro detalhe interessante é a diversidade da vitrine. Mais de 50% dos varejistas virtuais vendem menos de dez produtos na web. As grandes lojas aparecem apenas na segunda posição, mesmo oferecendo mais de cem itens diferentes.

“A maioria composta por lojas pequenas e com poucos produtos mostra um forte empreendedorismo na web nacional”, afirma Thoran Rodrigues, CEO da BigData Corp.

Do total de domínios pesquisados no e-commerce, 48% deles são registrados fora do Brasil, outro fator que evidencia a participação dos pequenos empreendedores virtuais. Além disso, 20% dos sites estão integrados com o Google Maps. “Este é um indicador de que essas páginas são frentes virtuais de lojas físicas”, explica o executivo. A grande maioria está concentrada na região Sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, principalmente) e no Paraná.

O e-empreendedorismo também aposta em um novo formato de pagamento. As carteiras virtuais, como MercadoPago, PagSeguro e Paypal já estão disponíveis em mais de 40% das páginas. Em segundo lugar, vêm os cartões de crédito, seguido do depósito bancário e boleto. Cartão de débito só está disponível como forma de pagamento em 2% dos sites.

O principal desafio dos pequenos e médios lojistas que investem no comércio eletrônico é aumentar o número de clientes. A grande maioria (98,06%) ainda possui baixa visitação.

A pesquisa da BigWeb mapeou 3,5 milhões de sites ativos e inativos no Brasil. Cerca de 18% estão voltados ao comércio eletrônico.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor