Siemens premeia ideias de mobilidade

Negócios

A Siemens vai atacar o problema do trânsito automóvel que assola as principais cidades de quase todos os países do mundo. A ideia é chamar estudantes universitários, academias e público em geral de todo o mundo a participar no Siemens Mobility IDEA Contest que decorre até 2 de novembro. Será que há esperança para as principais cidades do

A Siemens vai atacar o problema do trânsito automóvel que assola as principais cidades de quase todos os países do mundo. A ideia é chamar estudantes universitários, academias e público em geral de todo o mundo a participar no Siemens Mobility IDEA Contest que decorre até 2 de novembro. Será que há esperança para as principais cidades do Brasil, que sofrem com o fenômeno? 

transito-mobilidade

A Siemens, através da sua unidade de Road and City Mobility está procurando soluções inovadoras para esse problema e, na sequência desse trabalho contínuo, a empresa lançou o Siemens Mobility IDEA Contest -um concurso de ideias que até 2 de novembro desafia os participantes a apresentar formas inovadoras e eficientes para gerir o crescente volume de tráfego nas cidades, encontrar soluções integradas alternativas para os atuais modelos de gestão de mobilidade e acelerar o processo de desenvolvimento de tecnologias inteligentes para a resolução dos problemas do tráfego rodoviário.

Para colocar o tema na ordem do dia e tentar contribuir para o aumento da eficiência na gestão de tráfego nas diferentes geografias à escala global, o Siemens Mobility IDEA Contest convida os participantes a “vestir” a pele de gestores de tráfego e assumir a responsabilidade de gerir uma cidade de média dimensão, que se estima tenha uma taxa de crescimento acelerada nos próximos 10 anos. Pela frente terão o desafio de encontrar a resposta para algumas questões: Como se pode alavancar o crescimento de tecnologias “conectadas” para melhorar a mobilidade? De que forma uma gestão avançada do tráfego pode ajudar a mitigar o impacto de um acidente ou de condições meteorológicas extremas? Quais as melhores tecnologias de tráfego para reduzir a pegada de CO2 de uma cidade?

Esse tema é particularmente sensível no Brasil onde, por exemplo, a cidade de São Paulo tem os piores engarrafamentos do mundo. Os dados históricos disponíveis não indicam que alguma vez tenha ocorrido algo semelhante ao “Grande Travamento Chinês”, quando a estrada nacional 110, na província de Hebei, esteve “parada” por onze dias, mas na verdade, no dia a dia de “Sampa” já são habituais filas que superam os 100 ou mesmo 200 km de extensão. A Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo já registou mesmo um recorde de 344 km de extensão de fila, em maio passado. E não foi vez única, não. Em 2013 o recorde foi de 309 km e no ano anterior de 295 km.

Os interessados poderão apresentar suas ideias a concurso até ao já citado dia 2 de novembro. Mas até dia 19 de outubro está já a decorrer um período de coaching para as ideias mais populares já apresentadas. A votação final terá lugar entre 2 e 16 de novembro e as três vencedoras serão anunciadas em Dezembro.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor