Banda larga fixa alcança 23,7 milhões de pessoas no Brasil

HOMEOperadorasRedes

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o País encerrou setembro com 23,7 milhões de acessos de banda larga fixa. Foram 250,7 mil novos acessos na comparação com agosto. Na quebra por regiões, o Sudeste registrou 14,242 milhões de acessos, com densidade de 50,12%. A Região Sul alcançou 4,117 milhões de acessos, presente em 41,09%

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o País encerrou setembro com 23,7 milhões de acessos de banda larga fixa. Foram 250,7 mil novos acessos na comparação com agosto.

banda_largaBrasil

Na quebra por regiões, o Sudeste registrou 14,242 milhões de acessos, com densidade de 50,12%. A Região Sul alcançou 4,117 milhões de acessos, presente em 41,09% dos domicílios. No Centro-Oeste, o mês fechou com 1,858 milhão de acessos, densidade de 36,55%. O Nordeste registrou 2,779 milhões de acessos, com 16,31% dos endereços conectados. Finalmente, a Região Norte terminou setembro com 710 mil acessos da banda larga fixa, presente em 14,80% dos domicílios.

A tecnologia com mais uso é o xDLS (par de cobre), utilizada pelas empresas vinculadas às concessionárias de telecomunicações, com 13,35 milhões. Depois aparece o cable modem, usado pelas empresas de TV a cabo, com 7,33 milhões e, em terceiro lugar, aparece a tecnologia sem fio com faixas não licenciada (que a Anatel chama de spread spectrum) com 1,28 milhões. A fibra óptica é a tecnologia de 3,6% dos acessos.

A NET, do grupo América Móvil, detém 30,78% do mercado, frente a 30,75% em agosto. A Oi representa 27,61% das conexões. Em terceiro lugar está a Telefônica Brasil, com 18,08%. A GVT respondeu por 12,06% dos acessos.

Segundo o apurado, a conectividade via banda larga já alcança 36,19% dos domicílios de todo o território nacional.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor