Lenovo tem bom desempenho com PCs no segundo trimestre 2014/15

Negócios

O Grupo Lenovo anunciou os resultados de seu segundo trimestre fiscal, que terminou em 30 de setembro de 2014. A receita trimestral foi de US$ 10,5 bilhões, um aumento de 7% em relação ao ano anterior. Os lucros do segundo trimestre cresceram mais rapidamente, com aumento do lucro pré-imposto de 24% em relação ao ano anterior,

O Grupo Lenovo anunciou os resultados de seu segundo trimestre fiscal, que terminou em 30 de setembro de 2014. A receita trimestral foi de US$ 10,5 bilhões, um aumento de 7% em relação ao ano anterior. Os lucros do segundo trimestre cresceram mais rapidamente, com aumento do lucro pré-imposto de 24% em relação ao ano anterior, atingindo US$ 329 milhões, enquanto os lucros líquidos cresceram 19%, atingindo US$ 262 milhões. O foco de execução da Lenovo e seus produtos inovadores resultaram em uma alta recorde na comercialização mundial de 35,6 milhões de smartphones, PCs e tablets.
lenovo detalhe
Nos últimos dois anos, a Lenovo construiu negócios globais de ponta em termos de dispositivos móveis e corporativos, além de estabelecer as bases para ganhar tração em Ecossistemas e Nuvens. Hoje, esses três negócios representam um total de 15% da receita total da Lenovo, uma alta em relação aos 4% de três anos atrás. A empresa, que patrocinou o lançamento de uma nova linha de produtos ThinkServer de última geração, em setembro, está em rápido crescimento, com aumento de 35% de volume a cada ano, enquanto que os downloads do Lenovo App Store estão atualmente na casa dos 30 milhões, mais do que o dobro de um ano atrás.
“A Lenovo apresenta mais um sólido trimestre, com excelentes ganhos na participação de mercado e expansão dos lucros. Não só atingimos quase 20% de participação em PCs, como nos tornamos, pela primeira vez, a nº 1 no mercado maior de PCs + tablets. Em maio, definimos isso como uma meta de dois anos, mas a atingimos em dois trimestres”, disse em comunicado Yuanqing Yang, presidente e CEO da Lenovo. “E, no mês passado, fechamos com sucesso ambas as aquisições da IBM x86 e Motorola Mobility. Com essas duas empresas, somos agora a nº 3 nos dois segmentos, mas não estamos satisfeitos. Vamos replicar nosso sucesso em PCs superando o mercado para desafiar os dois primeiros colocados. As unidades de Negócios Móveis e Enterprise são agora os nossos novos motores de crescimento e ao longo do tempo, tal como a unidade PCs, também se tornarão uma fonte de lucros”.
Ilustrando mais ainda a natureza evolutiva dos negócios, está o desempenho em smartphones, tablets e PCs. Segundo a companhia, a Lenovo tornou-se a fornecedora nº 1 de PCs + Tablets pela primeira vez, com 14,1% de participação de mercado, representando um crescimento de 1,2% em relação ao ano passado, um marco significativo alcançado seis trimestres antes do planejado. O que tornou isto possível, foi o embarque de 3 milhões de tablets a nível global, um aumento anual de 30,6%, impulsionado pelas vendas fora da China e o forte desempenho em PCs, em que pelo sexto trimestre consecutivo a Lenovo foi a maior vendedora de PCs do mundo *. A empresa apresentou a sua maior participação de mercado trimestral de 19,7%, representando um aumento anual de 2,1 pontos. Finalmente, a Lenovo expandiu seus embarques anuais de smartphones em 38% ocupando o 4º lugar no final do trimestre, ainda que com seus investimentos na Motorola na semana passada, tenha garantido a 3ª colocação.
O lucro bruto da empresa para o segundo trimestre fiscal teve um crescimento anual de 15%, para US 1,46 bilhões dólares americanos, com uma margem bruta de 13,9%. O lucro operacional do trimestre representou um crescimento anual de 29%, para US$ 365 milhões. O lucro básico por ação no segundo trimestre fiscal foi de US$ 2,52 centavos, ou HK 19,54 centavos. As reservas Líquidas em 30 de setembro de 2014 totalizaram US$ 3,2 bilhões. O Conselho de Administração da Lenovo declarou um dividendo provisório de 6 centavos de dólar de Hong Kong por ação.
O desempenho da Lenovo no mercado regional da China totalizou US$ 3,8 bilhões em receitas no segundo trimestre fiscal, uma queda de 2% no ano, o que representou 36% da receita mundial da empresa, enquanto a margem anual geral melhorou 0.5 pontos para 5,8%. Durante o segundo trimestre, a Lenovo protegeu a sua liderança de PC com 37% de participação de mercado e levou a sua margem operacional do segmento de PCs, a 7%.
No mercado regional Ásia-Pacífico, a receita da Lenovo totalizou US$ 1,6 bilhões no segundo trimestre, ou 15% da receita mundial da empresa, um aumento anual de 3%, um recorde na margem operacional de 4,4%, um crescimento anual de 2.7 pontos e um recorde de participação no mercado de PCs de 16,0%, 1.5 ponto acima, se comparado ao ano passado. Grandes volumes nos embarques de smartphones foram realizados em toda a região da ASEAN.
A receita da Lenovo na região geográfica da Europa/Oriente Médio/África (EMEA) durante o segundo trimestre fiscal continuou a proporcionar seu rápido crescimento, de US$ 753 milhões, um aumento de 33%, para chegar a US$ 3 bilhões. Este sucesso levou a uma contribuição recorde na receita mundial da Lenovo, de 29%. Durante o trimestre, a Lenovo conseguiu um recorde na participação de mercado de 19,3% no mercado de PCs na região EMEA, um aumento de quase 44%. A Lenovo alcançou a posição nº 1 no mercado de PCs em 16 países da região EMEA, reforçando a sua posição nº 2 no mercado de PCs na região EMEA.
A receita na região das Américas foi de US$ 2,1 bilhões para o segundo trimestre fiscal, sem alteração anual, representando 20% da receita mundial da Empresa. A região das Américas obteve uma participação de mercado de 11,3% no mercado de PCs. Aqui a Lenovo manteve-se em 3º lugar. A região da América do Norte obteve um forte crescimento de receita, faturamento e melhorias contínuas nos lucros, enquanto a empresa toma medidas para combater um ambiente macro desafiador no Brasil.

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor