Microsoft compra empresa israelense especializada em segurança

CyberwarEmpresasNegóciosSegurança

A Microsoft anunciou a compra da Aorato, uma empresa de segurança digital israelense fundada por ex-membros das forças de defesa daquele país. Em um comunicado oficial no blog da Microsoft,Takeshi Numoto, VP de cloud e marketing empresarial declarou que “a aquisição foi feita para dar aos clientes um novo nível de proteção contra ameaças, através

A Microsoft anunciou a compra da Aorato, uma empresa de segurança digital israelense fundada por ex-membros das forças de defesa daquele país.

microsoft outline

Em um comunicado oficial no blog da Microsoft,Takeshi Numoto, VP de cloud e marketing empresarial declarou que “a aquisição foi feita para dar aos clientes um novo nível de proteção contra ameaças, através de uma melhor visibilidade em sua infraestrutura de identidade. Com a Aorato, vamos acelerar nossa capacidade de oferecer aos clientes poderosas soluções de identidade e acesso, seja localmente ou na nuvem, fundamental para a nossa estratégia global de nuvem híbrida”.

A tecnologia da Aorato protege os sistemas de informação analisando e detectando comportamentos incomuns, que podem caracterizar tentativas de invasão e captura de senhas e perfis para roubo de dados sensíveis.

A empresa israelense despontou ao oferecer uma solução de segurança para o Microsoft Active Directory. Trata-se de um serviço de diretório utilizado por quase todas as maiores empresas do planeta, que organiza e simplifica o acesso aos recursos de sua rede centralizando-os, ao mesmo tempo que controla os acessos internos e protege os objetos da base de dados contra intrusos.

O Active Directory (AD) mantém dados como contas de usuários, impressoras,grupos,computadores, servidores e recursos de rede. Com o add-on de segurança, a Aorato acabou no radar da Microsoft, que quer incorporar sua tecnologia aos seus produtos.

Em um cenário real, se alguém pegar emprestado o login e senha de um funcionário para acessar o sistema de uma empresa, a tecnologia da Aorato comprara em tempo real dados relevantes, como IP, nodes, localização geográfica e horários de acesso, e consegue determinar com surpreendente precisão se é um acesso inválido.

Com a aquisição, os especialistas da empresa israelense terão conhecimento direto da fonte para otimizar ainda mais o sistema de autenticação do AD, fortalecendo-o para que a Microsoft possa oferecer melhores ferramentas para o cenário de BYOD.

Os termos do negócio não foram divulgados pelas partes envolvidas, mas o rumor que corre no mercado é que a negociação ficou em torno dos US$ 200 milhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor