TS Shara apresenta equipamentos preventivos de proteção e autonomia de energia

EscritórioHOME

A falta de chuvas que vem atingindo principalmente a Região Sudeste do país nos últimos meses e o alto custo da energia tem preocupado todos os setores da economia, principalmente as indústrias que temem ficar sem eletricidade por longos períodos, já no começo de 2015. Para suprir essa e outras deficiências do sistema elétrico do

A falta de chuvas que vem atingindo principalmente a Região Sudeste do país nos últimos meses e o alto custo da energia tem preocupado todos os setores da economia, principalmente as indústrias que temem ficar sem eletricidade por longos períodos, já no começo de 2015. Para suprir essa e outras deficiências do sistema elétrico do país, a TS Shara, fabricante de produtos protetores de energia, anuncia uma linha completa de equipamentos que permitem fornecer energia e proteger produtos eletroeletrônicos durante os possíveis períodos de “apagões”.

energia

“A crise que se instalou no setor elétrico é um desafio para o novo Governo. É preciso retomar os investimentos que viabilizem a expansão da geração de energia para não dependermos tanto das condições climáticas e continuarmos crescendo de forma sustentável”, afirma o engenheiro elétrico Jamil Mouallem, diretor comercial e de marketing da TS Shara.

O executivo aposta no aquecimento das vendas de nobreaks e outros dispositivos protetores de energia em torno de 15%, já no primeiro trimestre de 2015 em decorrência, principalmente, do possível aumento de apagões e falhas no sistema elétrico do país. “Equipamentos como nobreaks garantem autonomia temporária de energia a todos os eletroeletrônicos, reduzindo os transtornos que as quedas repentinas de eletricidade ocasionam”, acrescenta.

O diretor da TS Shara também explica que nessa época do ano, às vésperas do período de Natal, a procura por nobreaks, estabilizadores de tensão e filtros de linha também cresce, impulsionada pela venda de smartphones, tablets, notebooks, home theaters, TVs de LCD etc. “O consumidor está cada vez mais informado e tem se mostrado atento à problemática que os blecautes de energia ocasionam no seu dia-a-dia. Para preservar seus investimentos, o consumidor não abre mão de gastar um pouco a mais e ter o benefício de ficar tranquilo”, comenta.

Para os pequenos empresários, a TS Shara lançou em 2014 o UPS mini bivolt. O equipamento conta seis tomadas e pode ser ligado a computadores, impressoras, aparelhos de TV e monitores, roteadores, conversores de TVs digitais, aparelhos de TV a cabo, carregadores de celulares, smartphones e tablets. Além do custo acessível (cerca de R$ 230), o mini nobreak fornece energia aos aparelhos na ausência ou variação da rede elétrica, suportando potência de até 500VA. Pela característica Bivolt (com recurso full range, que garante flexibilidade de voltagem 220V – 115V e saída 115V), o equipamento também pode ser utilizado em qualquer região do país, sem risco de danificar os aparelhos.

A tecnologia de produção SMD (Surface Mount Devices) possibilitou diminuir o tamanho dos componentes sem alterar suas funções, chegando às dimensões de 15cm de altura por 12,2cm de largura e 24,5cm de profundidade, permitindo o uso em qualquer cantinho de casa ou do escritório, sem comprometer o espaço ou a decoração. O equipamento também interrompe a alimentação de energia em situações de risco, conta com filtro de linha integrado e leds que informam as condições nas quais está operando.

Mas, se a necessidade de autonomia de energia for maior, a TS Shara oferece a linha UPS SOHO II 800, com nobreaks microprocessados que trazem recursos como expansão, autonomia, comunicação inteligente USB, proteção para linha telefônica e seis tomadas tripolares, disponíveis em modelo full-range, com estabilizador de 16 estágios, e mono, com estabilizador de 8 estágios.

Segundo a empresa, o UPS SOHO II 800 também conta com filtro de linha, autodiagnóstico de bateria (informa quando a bateria precisa ser substituída) e recarga automática da bateria (mesmo com o nobreak desligado), proteção para linha telefônica, LAN e Ethernet, entre vários outros recursos.

“O grande benefício desse modelo de nobreak é a autonomia de bateria e sua capacidade de expansão se houver necessidade, como em situações de blackout, por exemplo. A autonomia típica concedida pelo equipamento de até 30 minutos para um circuito de até 80W (por exemplo, 1 microcomputador, 1 monitor LCD e 1 impressora a jato de tinta), pode ser aumentada para alcançar até quatro horas, agregando uma bateria externa. Isso permite ao usuário terminar o que estava fazendo, preservar a integridade dos dados e desligar a máquina de forma correta”, explica Jamil Mouallem.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor