ZTE e Cianet fecham parceria de fornecimento no Brasil

Fornecedores de SoftwareNegóciosProjetos

A gigante chinesa ZTE e a catarinense Cianet, fornecedoras de equipamentos para telecomunicações, anunciaram uma nova parceria para desenvolvimento, fornecimento e distribuição da linha GPON para pequenos provedores brasileiros e latinos. A multinacional asiática, que possui larga experiência na produção de tecnologia para grandes operadoras como Embratel, TIM, Claro e Vivo, agora se prepara para

A gigante chinesa ZTE e a catarinense Cianet, fornecedoras de equipamentos para telecomunicações, anunciaram uma nova parceria para desenvolvimento, fornecimento e distribuição da linha GPON para pequenos provedores brasileiros e latinos.

zte

A multinacional asiática, que possui larga experiência na produção de tecnologia para grandes operadoras como Embratel, TIM, Claro e Vivo, agora se prepara para oferecer suas soluções a players menores – expertise da Cianet. A parceria foi formada após visitas a sede das duas empresas e testes da tecnologia chinesa em provedores brasileiros.

A linha de equipamentos GPON produzida pela ZTE, referência no mercado mundial, será distribuída ao Brasil e à América Latina a partir da Cianet, que passa a complementar seu portfólio de redes de acesso. A empresa brasileira foi escolhida devido à credibilidade de mais de 20 anos de atuação, com amplo conhecimento do segmento dos ISPs nacionais. “Tratam-se de soluções robustas, hábeis a atender grandes operadoras, mas com possibilidade de customização para a realidade das pequenas, cuja realidade é emergente no Brasil”, explica Acácio Cervi, represente da divisão de vendas da ZTE no Brasil. A parceria entre as duas empresas pode fortalecer a interiorização dos serviços triple-play no país, onde os pequenos começam a migrar de uma arquitetura de rede de cobre para fibra óptica.

Para Ricardo May, presidente da Cianet, essa é uma integração estratégica para a empresa e também para o mercado brasileiro. “A união de uma tecnologia líder mundial de mercado, representada pela ZTE, ao conhecimento da Cianet acerca das principais ‘dores’ dos pequenos provedores do interior e regiões periféricas têm muito a acrescentar às telecomunicações do país”, defende May, que esteve na China no segundo semestre de 2014 para oficializar a parceria com a ZTE. O acordo também prevê a transferência da tecnologia chinesa à empresa brasileira, que passará a produzir ONTs (Optical Network Terminal) no Brasil.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor