Soluções de TI para estabilizar os sistemas logísticos conectados

Negócios

A indústria e o comércio dependem agora, mais do que nunca, de logísticas de confiança. Contudo, as cadeias de abastecimento enfrentam inúmeros desafios, como tráfego, questões técnicas, produtos em falta, entre outras circunstâncias imprevisíveis. Estas situações apelam a correções manuais. No projeto ProveIT (plano de produção baseado na recuperação dos planos de rotas de veículos

A indústria e o comércio dependem agora, mais do que nunca, de logísticas de confiança. Contudo, as cadeias de abastecimento enfrentam inúmeros desafios, como tráfego, questões técnicas, produtos em falta, entre outras circunstâncias imprevisíveis. Estas situações apelam a correções manuais. No projeto ProveIT (plano de produção baseado na recuperação dos planos de rotas de veículos dentro de redes integradas de transporte), os investigadores estão agora a desenvolver uma plataforma informática que vai dar as ferramentas necessárias aos distribuidores para que possam fazer uma avaliação objetiva e intervenções de confiança em sistemas logísticos conectados. O objetivo é desenvolver cadeias de abastecimento de confiança e económicas que não sejam interrompidas por intervenções e reações mal orientadas. No seguimento da aprovação do parlamento Alemão, o projeto de investigação recebeu um financiamento faseado de 2,8 milhões de euros do Ministério de Economia e Energia Alemão.

Druck logistica-01

A logística e o efeito borboleta

O setor de logística ainda carece deste tipo de apoio à decisão. Como as cadeias de abastecimento se têm tornado cada vez mais complexas, abrangendo grandes áreas e funcionando de acordo com prazos curtos, qualquer interrupção – bem como qualquer reação a uma rutura – tem um efeito multiplicador em toda a rede logística. Sem o acesso a um conjunto fiável de dados e a uma plataforma de TI de elevado desempenho, é extremamente difícil para os especialistas da área logística avaliar se uma medida corretiva faz sentido em qualquer situação. A plataforma ProveIT vai fornecer aos distribuidores as informações que estes precisam para responder corretamente às perturbações. Esta plataforma foi também desenhada para recuperar rapidamente as redes de transporte interrompidas para que voltem ao seu estado normal de operação. As redes de logística de confiança também são um componente essencial da indústria conectada (indústria 4.0).

Dados de produção incorporados

A equipa envolvida no projeto está a trabalhar com uma gama de tecnologias familiares, incluindo o rastreio de veículos com GPS e software para o planeamento de transporte. A grande novidade passa pelo facto de as informações de produção também estarem incorporadas no processo de tomada de decisão. Com que urgência é que a fábrica de automóveis, por exemplo, precisa dos materiais encomendados? É caso para abastecer-se de componentes, ou a produção vai registar uma queda caso os materiais não sejam entregues no tempo devido? Dados relativos às vendas unitárias de produtos e situação de tráfego também podem ser incorporados na plataforma que vai reunir todas essas informações e fornecer aos utilizadores (ambas as empresas e prestadores de serviços de logística) uma gama de serviços para o planeamento e gestão de processos logísticos. Por exemplo, se os dados atuais começarem a afastar-se dos objetivos, a plataforma alerta os utilizadores e apresenta respostas adequadas que terão em conta as implicações para a rede de transportes, considerando as ações de forma holística e não isoladamente. Para habilitar a plataforma a ter em consideração os dados em tempo real, tais como a posição de um veículo ou do estado de entrega, os parceiros do projeto já se encontram a desenvolver uma aplicação que os condutores de camiões podem utilizar nos seus dispositivos móveis.

Reunir parceiros da indústria, desenvolvimento de Tecnologias de Informação e de Investigação

Juntos, os membros do consórcio do projeto têm todo o conhecimento necessário para desenvolver e executar a plataforma ProveIT. A Robert Bosch GmbH está à frente do projeto e, tal como ZF Friedrichshafen AG, é um utilizador industrial da plataforma. O prestador de serviços de logística Geis assumiu a responsabilidade pelo planeamento das operações de transporte e implementação operacional. O LOCOM, fornecedor de TIs e PTV, está a desenvolver soluções de sistema para o planeamento e gestão de transportes, enquanto o Centro de Pesquisa de Tecnologias de Informação (FZI) está a supervisionar os componentes utilizados para gerir as irregularidades e as ruturas, no Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT). A responsabilidade do conceito global e abordagem científica é do Instituto de Movimentação de Materiais e Logística (IFL) no KIT. Na primeira fase do projeto, o consórcio vai construir uma arquitetura de sistema comum, que será então testada e aperfeiçoada em operação piloto.

Logísticas mais eficientes

A plataforma ProveIT não vai apenas beneficiar a indústria e os fornecedores, o comércio e as empresas de transporte também vão ficar a ganhar. O projeto garantir também um maior apoio tático ao estabilizar os sistemas logísticos em caso de perturbação e, ao trazê-los de volta à programação. Isto torna as cadeias de abastecimento mais rentáveis, uma vez que os parceiros do projeto anteciparam que o ProveIT vai ser capaz de reduzir a quilometragem total em 5 por cento para um determinado volume de transportes devido a todas as poupanças que proporciona em termos de energia, custos e emissões de CO2. O projeto vai estar em funcionamento até ao outono de 2016.