70% dos prestadores de serviços de TI ainda não sabem como capitalizar a Internet das Coisas

EmpresasNegóciosSoftware

Cerca de 26% das pequenas e medias empresas (SMBs) e provedores de serviços gerenciados (MSPs) acreditam que a Internet das Coisas (IoT) incluindo múltiplos dispositivos, wearables e serviços baseados na nuvem podem gerar mais dinheiro a eles do que qualquer outra inovação recente na área de TI. Esse resultado foi apresentado na última pesquisa realizada

Cerca de 26% das pequenas e medias empresas (SMBs) e provedores de serviços gerenciados (MSPs) acreditam que a Internet das Coisas (IoT) incluindo múltiplos dispositivos, wearables e serviços baseados na nuvem podem gerar mais dinheiro a eles do que qualquer outra inovação recente na área de TI. Esse resultado foi apresentado na última pesquisa realizada pela AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 188 milhões de usuários.

internet das coisas bit br

Quase 57% dos SMBs concordam que a IoT pode ajudá-los a conseguir novas receitas, sentimento compartilhado com 67%dos MSPs respondentes. No entanto, apenas 18% dos SMB respondentes acreditam que seu provedor de serviços de IT esteja preparado para lidar com a gestão IoT, enquanto 70% dos próprios MSPs admitem que precisam se adaptar para atender as novas demandas de seus clientes relacionadas à gestão de múltiplos dispositivos e armazenamento na nuvem.

“Nossos parceiros MSPs estão nos dizendo que a ‘Internet das coisas’ é a novidade de TI que está afetando de forma imediata seus negócios e nos negócios dos clientes que eles atendem. A grande maioria dos ouvidos afirmou que precisam alterar suas ofertas para permitir o crescimento do negócio”, afirma Mike Foreman, gerente geral de SMB da AVG.

O estudo, que entrevistou 1.770 pequenas empresas e MSPs no Reino Unido, EUA, Canada, Alemanha e Austrália, também revelou que mais da metade (55%) dos MSPs respondentes disseram que seus clientes estão demandando serviços relacionados à Internet das coisas e quase 77% planeja expandir seu portfólio de serviços/produtos. No entanto, é bom que se apressem, pois para 68% dos pequenos empresários atendidos por MSPs afirmaram que fariam melhorias em seus contratos de prestação de serviços, caso este incluísse soluções para múltiplos dispositivos.

“O estudo mostra claramente que quanto mais os negócios crescem mais eles precisam da ajuda da Internet das Coisas e de serviços na nuvem, mas que grande parte dos MSPs ainda está pouco preparada para ajudar, de fato, seus clientes”, explica Mike Foreman. “A pesquisa aponta que os MSPs precisam apresentar novos serviços e demonstrar ampla capacidade de proteger e oferecer mais controle para seus clientes, ao passo que esses agregam cada vez mais dispositivos ao seu dia a dia”, completa.

A pesquisa também apontou informações inportantes:

Pequenas Empresas

  • Quase metade (46%) dos pequenos empresários acredita que a Internet das Coisas será a grande novidade de TI e que terá grande impacto em suas empresas nos próximos cinco anos. Uma parcela ainda maior (71%) acredita que terá de oferecer novas etapas e recursos de proteção para garantir a de segurança de seus dados
  • 62% dos SMBs respondentes afirmam que sua organização tem um orçamento específico para os próximos 12 meses voltado para o desenvolvimento de soluções de Internet das Coisas
  • Apenas 18% dos SMB entrevistados dizem que seu provedor de TI está completamente preparado no que se refere à Internet das Coisas e o potencial para seus negócios. Daqueles com um provedor de TI, 68% sentem que seu provedor pode melhorar seus serviços no que se refere a ofertas de Internet das Coisas
  • 84% dos SMBs respondentes dizem que sua organização adquiriu dispositivos móveis dentro do último ano, gastando uma média de mais de US $6.500 nesses dispositivos

MSPs

  • 55% dos MSPs respondentes afirmam que os clientes estão exigindo serviços relacionados à Internet das Coisas e 70% dizem que irão alterar seus serviços com base nos desejos do cliente
  • No entanto, menos de 38% dos MSPs dizem que sua organização tem, atualmente, uma plataforma integrada de monitoramento e gerenciamento remota
  • 58% dos MSPs respondentes dizem que eles terão que firmar parcerias com fornecedores de ponta para oferecer com sucesso serviços relacionados com a Internet das Coisas. Atualmente apenas 38% dos MSP entrevistados sentem que trabalham com os fornecedores de ponta

A AVG encomendou esta pesquisa ao especialista em mercado independente de tecnologia Vanson Bourne. 1.770 entrevistas foram realizadas durante setembro de 2014 com decisores de IT e marketing de organizações com entre um e 500 empregados sem uma proporção de 85/15 por cento de SMBs e MSPs. Entrevistas foram realizadas em cinco países: Reino Unido, EUA, Canada, Alemanha e Austrália.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor