Aldo Rebelo assume ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

ProjetosSetor Público

A presidenta Dilma Rousseff anunciou o deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) como o novo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação. À frente do ministério do Esporte desde outubro de 2011, ele coordenou as obras públicas do governo federal para a Copa do Mundo deste ano e os preparativos para as Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016.

A presidenta Dilma Rousseff anunciou o deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) como o novo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação. À frente do ministério do Esporte desde outubro de 2011, ele coordenou as obras públicas do governo federal para a Copa do Mundo deste ano e os preparativos para as Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016.

Aldo Rebelo

Alagoano, José Aldo Rebelo Figueiredo tem 58 anos – trinta deles de trajetória política, com seis mandatos como deputado federal por São Paulo, sempre pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Ele presidiu a Câmara dos Deputados de setembro de 2006 a janeiro de 2007 e ocupou o cargo de ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (SRI/PR) de janeiro de 2004 a julho de 2005.

Dilma também oficializou para seu ministério os nomes de Cid Gomes (Educação); Edinho Araújo (Portos); Eduardo Braga (Minas e Energia); Eliseu Padilha (Aviação Civil); George Hilton (Esporte); Gilberto Kassab (Cidades); Helder Barbalho (Pesca e Aquicultura); Jaques Wagner (Defesa); Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento); Nilma Lino Gomes (Políticas de Promoção da Igualdade Racial); Valdir Simão (Controladoria-Geral da União) e Vinícius Laje (Turismo).

A posse da nova equipe será no dia 1º de janeiro, no Palácio do Planalto, em Brasília. Durante o anúncio, a presidenta agradeceu a dedicação dos ministros Clelio Campolina Diniz – à frente do MCTI desde 13 de março de 2014 –, Celso Amorim (Defesa), Cesar Borges (Portos), Edison Lobão (Minas e Energia), Eduardo Lopes (Pesca e Aquicultura), Gilberto Occhi (Cidades), Henrique Paim (Educação), Jorge Hage (CGU), Luiza Bairros (Políticas de Promoção da Igualdade Racial), Moreira Franco (Aviação Civil) e Neri Geller (Agricultura, Pecuária e Abastecimento).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor