AVG alerta para nova versão do CryptoLocker

HOMESegurança

A AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 188 milhões de usuários, acaba de divulgou globalmente um alerta sobre uma nova versão do ransomware CryptoLocker, que fez milhares de vítimas ao redor do planeta no último ano. Com a difusão do CryptoLocker no início deste ano, o ransomware

A AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 188 milhões de usuários, acaba de divulgou globalmente um alerta sobre uma nova versão do ransomware CryptoLocker, que fez milhares de vítimas ao redor do planeta no último ano.

cryptolocker-decrypt1

Com a difusão do CryptoLocker no início deste ano, o ransomware é um tipo de malware que criptografa determinados arquivos do sistema e possibilita que cibercriminosos exijam um resgate para desbloqueá-los.

A maioria dos ransomwares não tem como alvo arquivos importantes do sistema, mas em vez disso, procuram por arquivos de usuários para criptografar. Estes podem ser qualquer coisa, desde imagens JPG (imagens comprometedoras, por exemplo) até documentos do office e e-mails corporativos. Qualquer coisa pessoal que possa ter algum valor para o usuário.

As variantes anteriores do ransomware tinham uma criptografia falha ou mais fraca, o que significava que os arquivos, muitas vezes, podiam ser recuperados sem o pagamento do resgate. Esta nova variante possui um algoritmo muito mais forte e é quase impossível recuperar os arquivos criptografados sem a chave de criptografia, que fica de posse do invasor. Curiosamente, ao atacar hoje na República Tcheca, criminosos exigem pagamento de resgate em cryptocurrency ou na moeda local, a Coroa Tcheca.

No passado, foi possível restaurar arquivos usando a cópia “Sombra”, uma ferramenta que permite aos usuários fazer backup de partes do seu sistema até mesmo quando estão em uso. Infelizmente a maioria das novas variantes do CryptoLocker são resistentes à recuperação com a cópia Sombra. No entanto, o especialista e diretor de marketing da AVG Brasil, Mariano Sumrell, orienta que “Sempre procure aconselhamento antes de tomar quaisquer medidas drásticas para recuperar dados criptografados por ransomware. Ceder aos cibercriminosos deve ser a última opção”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor