Copel escolhe MicroStrategy para controlar indicadores estratégicos

Fornecedores de SoftwareNegóciosProjetos

A Companhia Paranaense de Energia (COPEL) escolheu a plataforma de BI (Business Intelligence) da MicroStrategy para suprir uma deficiência na obtenção de informações e consolidar os dados de diversas frentes. A decisão de implementar uma solução analítica foi com base na premissa de que a companhia, que conta com mais de oito mil colaboradores, estar dividida  em seis unidades

A Companhia Paranaense de Energia (COPEL) escolheu a plataforma de BI (Business Intelligence) da MicroStrategy para suprir uma deficiência na obtenção de informações e consolidar os dados de diversas frentes.

microstrategy2

A decisão de implementar uma solução analítica foi com base na premissa de que a companhia, que conta com mais de oito mil colaboradores, estar dividida  em seis unidades de negócios com atuações distintas e necessidades específicas para a gestão de indicadores relacionados a receitas, engenharia, georreferenciamento, dados de clientes e consumo.

“O complexo cenário demandava por soluções para reorganizar processos, otimizar negócios e integrar os sistemas. E que ainda possibilitassem que as decisões fossem tomadas com base em informações mais precisas, de maneira mais fácil e segura”, diz em comunicado Jeferson Guerber Kindl  da equipe BI da COPEL.

Segundo a empresa, o BI trouxe inúmeros benefícios para a COPEL, porém, entre os principais, merecem destaque a padronização no acesso aos dados e a automação nos processos de obtenção e geração de informações, possibilitando uma diminuição no ciclo de revisão desses elementos. Com isso, foi possível aprimorar o acompanhamento dos processos de negócios e aumentar a capacidade de análise.

“Graças ao acesso ágil e eficiente às informações e minimização da necessidade de retrabalho na captura de dados, os custos também puderam ser reduzidos. Outro impacto positivo está relacionado ao acompanhamento do desempenho de indicadores, que é primordial no caso de companhias, como a COPEL, que atuam em um mercado altamente regulado. O BI beneficia o controle sobre os processos de negócios, facilitando o atendimento aos índices legais propostos e controlando o alcance de metas do órgão regulador”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor