FBI investiga ataque à Sony Pictures

CyberwarHOMESegurança

A polícia federal dos EUA confirmou que está investigando o ataque digital sofrido pelo estúdio Sony Pictures, em que filmes e informações sigilosas foram roubadas. O ataque foi tão sério que o estúdio foi obrigado a derrubar toda sua rede por quase uma semana, com o intuito de minimizar os danos do ataque e o

A polícia federal dos EUA confirmou que está investigando o ataque digital sofrido pelo estúdio Sony Pictures, em que filmes e informações sigilosas foram roubadas.

hacker oriental

O ataque foi tão sério que o estúdio foi obrigado a derrubar toda sua rede por quase uma semana, com o intuito de minimizar os danos do ataque e o vazamento de informações. De acordo com o site especializado em cinema “Deadline”, a equipe de TI da Sony Pictures já conseguiu restabelecer o funcionamento normal dos sistemas.

“O FBI está trabalhando para investigar o ataque cibernético contra a Sony Pictures Entertainment”, afirmou a polícia federal dos Estados Unidos em comunicado. O grupo cracker Guardians of Peace (GOP) supostamente é o autor dos ataques.

Quando aconteceu o ataque, membros da imprensa receberam e-mails atribuídos ao GOP com links que poderiam conter informação interna do estúdio. O vazamento de vários filmes que ainda não tinham sido distribuídos em grande circuito confirmou a veracidade do ataque, além de mostrar que muito mais dados foram roubados do que se presumia.

A questão está sendo tratada com a maior seriedade pela autoridade norte-americana, pois existe grande possibilidade do ataque ter sido orquestrado pela Coréia do Norte, em represália a uma comédia que satiriza o assassinato de seu líder. Segundo o FBI, esse tipo de ataque coloca em risco negócios do país e deve ser investigado e os responsáveis devidamente punidos.

Uma das suspeitas da comunidade de hackers legítimos e desenvolvedores é que o ataque foi perpetrado por crackers chineses, a mando de Pyongyang. A informação ainda não foi confirmada.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor