Mais um país declara guerra ao Uber

Software

Liang Guo Guo, do Ministério dos Transportes e das Comunicações (MTC) de Taiwan, anunciou que, se o Uber não obtiver a licença para prestar serviço de transportes, o acesso ao aplicativo será bloqueado pois o mesmo estará em incumprimento da lei.  O responsável governamental explicou que o Uber somente possui licença para atuar como serviço de informação

Liang Guo Guo, do Ministério dos Transportes e das Comunicações (MTC) de Taiwan, anunciou que, se o Uber não obtiver a licença para prestar serviço de transportes, o acesso ao aplicativo será bloqueado pois o mesmo estará em incumprimento da lei. 

uber-e1419242463952

O responsável governamental explicou que o Uber somente possui licença para atuar como serviço de informação pelo que não pode operar um serviço de táxi, fornecendo transporte aos usuários.

Por isso a empresa tem sido multada pelas autoridades locais, tendo já pago perto de US$ 5.000. Mas os valores poderão se multiplicar, segundo as palavras de Liang que aponta valores imediatos na ordem dos US$ 95.000.

A Uber ainda não se pronunciou e não assumiu se planeja cumprir as diretrizes legais ou se seguirá contestando as penalizações de que tem sido alvo.

O caso de Taiwan está longe der ser o único em que o famoso aplicativo gera polêmica. Várias cidades e países do mundo já proibiram a sua operação. Alemanha, Espanha e Holanda são alguns exemplos de países europeus aos quais se seguiu a cidade de Paris, na França.

Mais recentemente, um caso de estupro na Índia, levou à proibição do aplicativo também na cidade de Nova Deli. Mas, por norma, não é esse tipo de situações que leva à contestação do Uber e sim questões legais sobre a licença dos motoristas que prestam o serviço, situação que ocorre presentemente no Brasil, com protestos significativos no Rio de Janeiro e em São Paulo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor