Morreu o inventor do primeiro videogame

Software

Ralph Baer, o homem que inventou a primeira console se videogame, morreu ontem aos 92 anos, nos Estados Unidos. E tem uma curiosa história. Ralph Baer fugiu da Alemanha com a família em 1938, antes do início da Segunda Guerra Mundial e passou a maior parte de sua carreira trabalhando em sistemas avançados de radar para

Ralph Baer, o homem que inventou a primeira console se videogame, morreu ontem aos 92 anos, nos Estados Unidos. E tem uma curiosa história. Ralph Baer fugiu da Alemanha com a família em 1938, antes do início da Segunda Guerra Mundial e passou a maior parte de sua carreira trabalhando em sistemas avançados de radar para uma empresa de defesa. Em 1960, começou a ter interesse por videojogos interativos.

ralph-baer-02_wide-5c1a8361ab88d5406b9b2e3fd3ea5b895240ff16-1-e1418134267842

O primeiro videogame de Baer, apelidado de Brown Box, estreou em 1972 e mais tarde foi licenciado pela Magnavox como Odyssey. Tinha o jogo Table Tennis, um precursor do Pong, um dos primeiros jogos de console a conquistar grande popularidade.

Baer também inventou o lendário jogo de memória Simon (lançado como Genius no Brasil), um brinquedo circular com quatro divisões coloridas que piscavam segundo diferentes padrões. Recebeu a Medalha Nacional de Tecnologia em 2006 do então presidente dos Estados Unidos George W. Bush.

Numa entrevista de 2013, citada pela agência Reuters, ao canal público de televisão PBS, Baer disse que inventar foi o que o fez aguentar a velhice. “Todos meus amigos morreram. O que vou fazer? Preciso de um desafio”, afirmou. “Sou basicamente um artista. Não sou diferente de um pintor que se senta e ama o que faz.”

Em 2005, publicou um livro chamado “Videogames: In the Beginning”, no qual afirma ser o “inventor dos jogos de computador caseiros”.

O cofundador da Apple, Steve Wozniak, disse numa crítica ao livro que “jamais poderia agradecer Ralph o suficiente pelo que ele deu a mim e a todo o mundo”.

A “Brown Box” está em exposição no museu Smithsonian em Washington, que abriga a coleção completa dos documentos de Baer.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor