Apple é processada por espaço ocupado pelo iOS 8

Mobilidade

O consumidor compra um aparelho acreditando que a capacidade de armazenamento estampada na caixa está lá. Mas, a pegadinha, que poucos fabricantes revelam é que o sistema operacional e os programas que vêm instalados ocupam uma parte considerável da memória disponível, especialmente dos dispositivos que contam com 16 GB. Os poucos fabricantes que trazem a

O consumidor compra um aparelho acreditando que a capacidade de armazenamento estampada na caixa está lá. Mas, a pegadinha, que poucos fabricantes revelam é que o sistema operacional e os programas que vêm instalados ocupam uma parte considerável da memória disponível, especialmente dos dispositivos que contam com 16 GB.

iphone5

Os poucos fabricantes que trazem a informação o fazem em letras minúsculas, escondidas em algum canto da caixa. Quando o gadget aceita cartões de memória, o problema é contornável, mas quando o dispositivo só tem o armazenamento interno, como no caso dos produtos da Apple, não existe solução.

Dois consumidores norte-americanos se sentiram lesados, especialmente depois de atualizar seus aparelhos para o iOS 8, e decidiram processar a Apple.

Segundo o processo, a instalação da nova versão do sistema operacional deixa um considerável espaço bloqueado para o usuário. No caso do iPhone 6 plus, apenas 12,7 GB estão disponíveis para uso.

O processo também afirma que a Apple cobra muito mais do que deveria pelas versões com mais memória, para forçar indiretamente os consumidores a contratarem o serviço iCloud.

Outra alegação é que o sistema dificulta a integração de outros serviços de armazenamento em nuvem, invariavelmente obrigando o consumidor a ficar dentro do ecossistema de serviços da companhia.

Em comunicado, a Apple afirmou que não comentará o caso.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor