IBM pode demitir mais de 111 mil funcionários

Business IntelligenceData StorageNegócios

É a maior demissão já feita pela IBM, que culmina com a dispensa de 26% de seus funcionários. A medida faz parte do projeto Chrome, que pretende reestruturar a empresa depois dos números do último relatório. Os números do último relatório interno revelam que as receitas da IBM não têm correspondido às expectativas e, de

É a maior demissão já feita pela IBM, que culmina com a dispensa de 26% de seus funcionários. A medida faz parte do projeto Chrome, que pretende reestruturar a empresa depois dos números do último relatório.

IBM

Os números do último relatório interno revelam que as receitas da IBM não têm correspondido às expectativas e, de acordo com reportagem da Forbes, esse será o motivo para a reestruturação da empresa que leva à demissão de cerca de 26% de seus funcionários.

São mais de 111 mil os trabalhadores da IBM, especialmente nos EUA, que serão despedidos até ao final do mês de janeiro. O objetivo é alterar a estrutura da IBM e torná-la mais eficiente, potencializando o aumento das receitas.

Denominado Projeto Chrome, o plano de reestruturação surgiu depois de resultados negativos, mesmo com a mudança de paradigma da IBM, que se tornou uma empresa de serviços e tecnologia focada em inovação e serviços na nuvem.

Atualmente, dois terços das receitas da IBM resultam de serviços prestados na manutenção de infraestruturas de armazenamento de dados, mas com a mudança do mercado para a nuvem, é necessária também uma mudança na estratégia da empresa.

A reestruturação vai modificar também a forma como os atuais funcionários estão distribuídos, reorganizando os departamentos para culminar em uma completa transformação na IBM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor