Motorola quer conquistar mercado chinês

Negócios

A Motorola foi comprada pela Lenovo há apenas três meses, mas o objetivo é conquistar o mercado chinês e competir com marcas como a Samsung, Apple ou Xiaomi. A Lenovo quer levar sua recente aquisição Motorola a uma posição de sucesso na China, colocando a empresa num lugar de destaque também no segmento dos smartphones. A Motorola

A Motorola foi comprada pela Lenovo há apenas três meses, mas o objetivo é conquistar o mercado chinês e competir com marcas como a Samsung, Apple ou Xiaomi.

A woman takes a picture in front of a Motorola logo before the worldwide presentation of the Moto G mobile phone in Sao Paulo

A Lenovo quer levar sua recente aquisição Motorola a uma posição de sucesso na China, colocando a empresa num lugar de destaque também no segmento dos smartphones. A Motorola foi comprada à Google por US$ 2.9 bilhões, há apenas três meses, mas os planos da Lenovo querem transformar
a especialista em telemóveis numa das principais concorrentes do setor.

Em declarações à Reuters, a Motorola mostrou-se otimista em relação a esta nova etapa sob o domínio da Lenovo, transformando, assim, a empresa chinesa numa forte concorrente a gigantes como a Samsung ou Apple.

Mas se nas gamas mais altas a competição se mantém entre estas três empresas, nas gamas mas baixas, a concorrente mais significativa é a Xiaomi. O presidente da Motorola Mobility, Rick Osterloh, afirmou à agência noticiosa que o mercado chinês é muito grande e que acreditam que vão suceder na tarefa de obter uma quota do mercado.

Osterloh explicou ainda que a abordagem da Motorola passa por “ter produtos globais adaptados a cada mercado local” o que deverá funcionar como vantagem para a empresa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor