Samsung faz alterações na sua estratégia

GovernançaNegóciosRegulação

A Samsung tem visto as suas vendas de smartphones a diminuir, cada vez mais ameaçadas pela Apple e pela Xiaomi. Esperando que as vendas aumentem, a empresa sul-coreana está a fazer alterações na estratégia.   Nos smartphones de gama alta, as vendas da Samsung são ameaçadas pela Apple, que tem em seu iPhone 6 quase

A Samsung tem visto as suas vendas de smartphones a diminuir, cada vez mais ameaçadas pela Apple e pela Xiaomi. Esperando que as vendas aumentem, a empresa sul-coreana está a fazer alterações na estratégia.

Galaxy s5

 

Nos smartphones de gama alta, as vendas da Samsung são ameaçadas pela Apple, que tem em seu iPhone 6 quase uma galinha dos ovos de ouro. Por outro lado, a sul-coreana é ameaçada pela Xiaomi, que lhe faz concorrência direta na gama média. Como resultado, as vendas da Samsung diminuíram consideravelmente.

A estratégia do vice chairman Lee Jae Yong parece estar já delineada: diminuir o número de modelos de smartphones no mercado, direcionar a empresa para ser um fabricante de dispositivos conectados e investir US$ 15 bilhões no desenvolvimento de um novo chip na Coreia do Sul.

No último trimestre de 2014, as vendas da Samsung ultrapassaram os US$ 385 bilhões. Comparado com o mesmo período de 2013, se trata de uma redução de 12%. Na teoria, a Samsung deveria ser beneficiada pela conversão deste valor para a moeda sul-coreana, o won, já que 90% das receitas da marca são feitas nos Estados Unidos.

De acordo com analistas sul-coreanos, da NH Investment & Securities, “a Samsung está novamente a virar-se para os semicondutores”, disse Peter Lee à Bloomberg. Para este analista, é esperado que o setor dos chips da empresa ultrapasse as receitas da parte móvel da empresa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor