Samsung lança smartphone com Tizen na Índia

Mobilidade

A Samsung lançou um smartphone com sistema operacional Tizen, na Índia, confirmando assim os rumores de que o Tizen poderia vir a fazer parte de um dos novos modelos da marca. Já não era novidade que a marca sul-coreana queria romper com a dependência do sistema operacional Android, dominante em todos seus modelos. O smartphone

A Samsung lançou um smartphone com sistema operacional Tizen, na Índia, confirmando assim os rumores de que o Tizen poderia vir a fazer parte de um dos novos modelos da marca.

Samsungs-Tizen-OS-run-smartphones cizento

Já não era novidade que a marca sul-coreana queria romper com a dependência do sistema operacional Android, dominante em todos seus modelos. O smartphone com Tizen, o Z1, pode ser o primeiro passo da marca para a construção de um ecossistema sem Android à vista.

O Z1 só está disponível na Índia e foi posto à venda esta quarta-feira, com um preço de 5700 rupias, algo como US$ 92. O objetivo é conseguir conquistar os consumidores que adquirem um smartphone pela primeira vez, algo que está a acontecer no mercado indiano.

O modelo tem um ecrã de quatro polegadas, um ‘corpo’ em plástico e uma interface simplificada. O modelo de baixo custo – já que está abaixo da marca dos US$ 100 – tem como concorrentes os modelos da Micromax, também vendidos na Índia.

Apesar de já ser o terceiro maior fabricante de smartphones a nível mundial, a maior parte dos consumidores indianos ainda não aderiu a estes dispositivos. Tendo uma das maiores populações do planeta, a Índia é um mercado com um enorme potencial de crescimento nesta área.

A Samsung ainda não decidiu se irá lançar o Z1 noutros países. Enquanto essa decisão não é tomada, consumidores fora da Índia poderão experimentar o sistema operacional Tizen em mais dispositivos da marca sul-coreana, como wearables ou televisões, como foi anunciado na CES 2015, na semana passada.

A integração do Tizen nos smartphones da marca num mercado como a Índia parece ser uma espécie de teste ao sistema operacional, que tem como particularidade o funcionamento em open-source. Os atrasos no lançamento desse smartphone fizeram com que o ceticismo e a desconfiança em relação ao sistema crescessem, dissuadindo muito criadores de software de desenvolver aplicativos de software para o Tizen.

Aplicativos esses que seriam uma mais-valia para o sistema. A Samsung anunciou que foram disponibilizados mais de mil aplicativos na Tizen Store: uma pequeníssima fração dos aplicativos oferecidos na Google Play do sistema Android.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor