Singapura quer startups norte-americanas

Negócios

A autoridade para o desenvolvimento tecnológico de Singapura (IDA) está interessada em explorar o mercado norte-americano e anunciou um investimento de US $ 200 milhões, em São Francisco. O valor de investimentos e o interesse em startups tecnológicas tem vindo a aumentar, bem como a procura por parte de empresas norte-americanas de profissionais e tecnologias

A autoridade para o desenvolvimento tecnológico de Singapura (IDA) está interessada em explorar o mercado norte-americano e anunciou um investimento de US $ 200 milhões, em São Francisco.

Startup-Idea-will-it-work

O valor de investimentos e o interesse em startups tecnológicas tem vindo a aumentar, bem como a procura por parte de empresas norte-americanas de profissionais e tecnologias desenvolvidas noutros pontos do mundo. Desta vez, o interesse surge por parte de Singapura, que anunciou um investimento de US $ 200 milhões em São Francisco, nos EUA.

O desafio é lançado pela autoridade para o desenvolvimento tecnológico de Singapura (IDA) e quer descobrir startups que tenham interesse em expandir-se para o continente asiático. As empresas devem apresentar projetos que envolvam o conjunto de oito mil dados que o Governo de Singapura disponibilizou sobre setores como a saúde, mobilidade, segurança ou energia.

Para isso, a IDA criou um escritório no Block 71, um espaço de co-working que tem vindo a ajudar empresas de Singapura a vingar nos EUA e que agora vai permitir o circuito contrário. Estes dois programas fazem parte da iniciativa Smart Nation que pretende contribuir para o crescimento do potencial tecnológico das cidades e de suas indústrias na área da inovação.

A Singapura representa um dos mais importantes mercados asiáticos e pode funcionar como porta de entrada para este continente, que se tem mostrado recetivo às novas tecnologias móveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor