Sistema de tráfego inteligente beneficiará milhões de motoristas nos próximos anos

EmpresasHOMENegóciosSoftware

Um novo relatório da Juniper Research prevê que os projetos de gestão de tráfego urbano e estacionamento inteligente podem reduzir as emissões globais acumuladas na ordem dos 164 MMT (milhões de toneladas métricas) de CO2 entre 2014 e 2019 – o equivalente às emissões anuais produzidas por 35 milhões de veículos. O impacto positivo vai

Um novo relatório da Juniper Research prevê que os projetos de gestão de tráfego urbano e estacionamento inteligente podem reduzir as emissões globais acumuladas na ordem dos 164 MMT (milhões de toneladas métricas) de CO2 entre 2014 e 2019 – o equivalente às emissões anuais produzidas por 35 milhões de veículos.

tráfego inteligente

O impacto positivo vai além do ambiental: a previsão é que a tecnologia melhore a qualidade de vida de moradores da cidade, levando-se em conta a previsão de que 700 milhões de novos veículos devam chegar às ruas até 2019.

O relatório “Cidades Inteligentes: Estratégias, de energia, emissões e economia de custos 2014-2019” (em inglês) apontou que os altos níveis de congestionamento de tráfego da cidade, combinados com os avanços em sensores da Internet das Coisas e soluções de software têm impulsionado os planos para reduzir os congestionamentos através de iniciativas inteligentes.

O estudo defende que a criação de uma infra-estrutura de comunicações – baseada em sensores, semáforos inteligentes e instruções de trânsito em tempo real para os motoristas – pode auxiliar significativamente na redução dos congestionamentos. Além disso, vagas de estacionamento monitoradas digitalmente podem regular os preços de acordo com a demanda, controlando melhor o tempo de permanência e a espera por vagas.

Além disso, o relatório concluiu que os benefícios das cidades inteligentes estão diretamente ligados à participação dos cidadãos. “A cooperação entre todas as partes, como vimos, em Amsterdã, por exemplo, é essencial”, acrescentou o autor do relatório, Steffen Sorrell. “As cidades precisam de padrões e dados abertos para evitar obstáculos na informação.”

As redes elétricas inteligentes vão reduzir drasticamente o consumo de energia nas cidades por meio da implantação de medidores inteligentes de energia e a automação de distribuição inteligente.

A iluminação pública inteligente também deve gerar economia substancial, graças à utilização de sensores integrados às redes elétricas inteligentes e substanciais reduções de custo de lâmpadas LED.

A Juniper Research fornece serviços de pesquisa e de análise para o setor global de comunicações de alta tecnologia, oferecendo consultoria, relatórios de analistas e comentários da indústria.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor