Startups conseguem maior financiamento desde a virada do milênio

Negócios

Desde o início do século, com a explosão do dotcom, que não se verificava um investimento tão significativo. Em 2014, as startups receberam 48  bilhões de dólares, aproximando-se dos valores de 2000, o ano da expansão da internet. As startups receberam, em 2014, 48 bilhões de dólares através de financiamento de empresas de capitais de risco,

Desde o início do século, com a explosão do dotcom, que não se verificava um investimento tão significativo. Em 2014, as startups receberam 48  bilhões de dólares, aproximando-se dos valores de 2000, o ano da expansão da internet.

startup

As startups receberam, em 2014, 48 bilhões de dólares através de financiamento de empresas de capitais de risco, atingindo o maior valor investido desde 2000, data que corresponde ao boom do dotcom. Este número representa um aumento de 61% em relação a 2013.

O setor tecnológico foi um dos que recolheu mais financiamento devido, em parte, a empresas como a Uber, que arrecadou dois financiamentos diferentes, que somaram mais de um bilhão de dólares. O aplicativo Snapchat conseguiu também cerca de 485 milhões de dólares, ainda que não tenha referido quem foi a empresa responsável pelo financiamento.

O investimento foi possível já que as empresas de capitais de risco não encontraram dificuldades em angariar os valores necessários e graças também à crescente credibilidade e inovação das startups.

No entanto, os números aumentam ainda mais quando juntamos outros investidores para além das empresas de capitais de risco. Foram também realizados financiamentos através de fundos de investimento e empresas internacionais, por exemplo, que não são contabilizados nestes dados.

Marc Andreessen, fundador da Netscape, partilhou, em sua conta do Twitter, um alerta para os perigos deste crescimento, afirmando que o aumento do financiamento não é garantia de uma boa fase no mundo das startups, questionando ainda se Silicon Valley poderá se encontrar ou não numa espécie de bolha.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor