Apple quer investir US$ 850 milhões em usina de energia solar

Negócios

A empresa norte-americana está a investir US$ 850 milhões numa usina de energia solar, perto do Vale do Silício, com a meta de conseguir gerar energia suficiente para sustentar suas operações no estado da Califórnia. O investimento está sendo feito em parceria com a First Solar, para ocupar uma área de 525 hectares, em Monterey

A empresa norte-americana está a investir US$ 850 milhões numa usina de energia solar, perto do Vale do Silício, com a meta de conseguir gerar energia suficiente para sustentar suas operações no estado da Califórnia.

energia

O investimento está sendo feito em parceria com a First Solar, para ocupar uma área de 525 hectares, em Monterey County, que fica a cerca de uma hora do Vale do Silício.

A Apple irá receber 130 megawatts do projeto solar, através de um contrato de 25 anos, conforme informou a First Solar, que fez questão de destacar que este é o contrato mais longo para fins comerciais que já assinou.

De acordo com o CEO da Apple, Tim Cook, a energia produzida pela usina conseguirá abastecer também 15 mil casas dentro do estado, usando o excedente de energia.

A empresa tem vindo a aumentar seus esforços para conseguir tornar-se numa empresa com melhores práticas ambientais. Atualmente, a Apple já tem duas usinas solares em funcionamento nos EUA.

“Nós estamos fazendo isso porque é a coisa certa a fazer, mas vocês podem também estar interessados em saber que é algo financeiramente bom”, disse Tim Cook. “Nós estamos esperando economias significantes.”

Foram também anunciadas as datas em relação a este projeto – a usina começará a ser construída ainda este ano. A First Solar também informou que espera que o projeto esteja concluído no final de 2016.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor