Brasil é principal território para MercadoLivre

E-commercee-MarketingHOMENegócios

Em encontro com a imprensa, o MercadoLivre anunciou seus resultados para 2014. A empresa – que muito além de um site de leilões, como começou – hoje é uma verdadeira potência no e-commerce, faturando US$ 556,6 milhões em 2014, um aumento de 17,8% em relação a 2013. Helisson Lemos, diretor-geral do MercadoLivre no Brasil, afirmou

Em encontro com a imprensa, o MercadoLivre anunciou seus resultados para 2014. A empresa – que muito além de um site de leilões, como começou – hoje é uma verdadeira potência no e-commerce, faturando US$ 556,6 milhões em 2014, um aumento de 17,8% em relação a 2013.

e-commerce azul

Helisson Lemos, diretor-geral do MercadoLivre no Brasil, afirmou que o Brasil é o principal mercado para a empresa dentre os 12 países onde opera na América Latina. O executivo disse que a operação brasileira normalmente corresponde a metade da receita da companhia.

O MercadoPago, serviço de intermediação de pagamentos da gigante, processou 43,6 milhões de transações em 2014, sendo utilizado por mais de 150 mil lojas. Apenas no último trimestre, o sistema de pagamentos movimentou US$ 1 bilhão. O crescimento no total de transações foi de 58,2%.

Para Lemos, 2014 foi o melhor ano do MercadoLivre no Brasil. Em moeda local, o país aumentou sua receita líquida em 61,1% em comparação com o quarto trimestre de 2013.

O mais novo produto do MercadoLivre, o MercadoEnvios, uma solução de logística integrada aos Correios, já responde por 35% dos envios de mercadorias comercializadas na plataforma. O vendedor pode oferecer, juntamente com o produto, a solução de envio e pagamento do ML. O frete é automaticamente calculado e, fechada a venda, o processo de envio é facilitado, com menos filas nas agências dos Correios.

Com grande audiência – um terço do público brasileiro de e-commerce passa por suas páginas – o MercadoLivre tem atraído um novo perfil de vendedor. Agora, além de produtos novos, de vendedores estabelecidos, é possível encontrar inúmeras marcas oficiais com presença na plataforma, que é encarada como mais um ponto de venda a integrar o mix, como lojas de rua e shoppings. Até o final do quarto trimestre de 2014, 545 lojas oficiais de grandes marcas em sete países foram incorporadas ao marketplace da companhia.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor