China será o país com maior número de robôs em 2017

Negócios

A estimativa foi feita pela Federação Internacional de Robótica e conclui que a China será o país do mundo onde existirá maior número de robôs a trabalhar, já em 2017. A maior parte fará parte do setor de produção automotivo. Atualmente, a China já tem o maior mercado de comércio global de robôs, com US$

A estimativa foi feita pela Federação Internacional de Robótica e conclui que a China será o país do mundo onde existirá maior número de robôs a trabalhar, já em 2017. A maior parte fará parte do setor de produção automotivo.

china, industrial, robôs

Atualmente, a China já tem o maior mercado de comércio global de robôs, com US$ 9,5 bilhões, que pode chegar até aos US$ 29 bilhões se se acrescentar o software adequado e à engenharia de sistemas. Mas, ainda assim, a China ainda fica para trás em relação aos concorrentes mais industrializados, se se olhar para a densidade de robôs.

O rácio entre robôs e trabalhadores é bem menor na China do que em países concorrentes. Por exemplo, a Coreia do Sul tem um rácio de 437 robôs por 10 mil trabalhadores, o Japão 323, na Alemanha 282 ou 152 robôs por 10 mil trabalhadores nos Estados Unidos. A China conta apenas com 30 robôs por 10 mi trabalhadores no setor industrial.

De acordo com a Federação responsável pela estimativa, são as mudanças no setor das indústrias que farão com que a situação se inverta. As empresas chinesas concluíram que precisam de investir em mais robôs para conseguirem ser mais produtivas – e é o setor da eletrônica que fará a situação avançar nos próximos anos.

Em 2017, é esperado que a China tenha cerca de 428 mil robôs envolvidos nos processos industriais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor