Samsung poderá pagar dividendos mais baixos em 2015 [atualizada]

Negócios

De acordo com informação publicada pela agência Reuters, a Samsung poderá pagar dividendos mais baixos em 2015, quando comparados com os do ano passado. A informação partiu de uma fonte ligada ao assunto, que preferiu não ser identificada, mas que disse que os acionistas da tecnológica sul-coreana não terão acesso a dividendos tão elevados quanto

De acordo com informação publicada pela agência Reuters, a Samsung poderá pagar dividendos mais baixos em 2015, quando comparados com os do ano passado.

samsung4

A informação partiu de uma fonte ligada ao assunto, que preferiu não ser identificada, mas que disse que os acionistas da tecnológica sul-coreana não terão acesso a dividendos tão elevados quanto aqueles que receberam por 2014.

De acordo com esta fonte, o aumento considerável nos dividendos deveu-se a uma circunstância especial, em que a Samsung procurou prestar ajuda ao governo e estimular a situação das ações.

O governo sul-coreano avisou, no ano passado, que iria impor taxas ao excesso de dinheiro corporativo. A meta desta medida é que, assim, as empresas passem a gastar mais em salários, investimento e dividendos. Resultado: 45 empresas que anunciaram seus dividendos na semana passada mostraram um aumento médio de 22%, de acordo com informação do Barclays.

A Samsung já havia anunciado seus dividendos relativos a 2014, algo como 19,500 won por ação (cerca de R$ 49), um aumento de 41% em relação ao ano anterior.

Em conversa com diversos analistas e através de dados da IDC, podem não ser só estes factores que baixarão os dividendos dos acionistas. Embora se preveja que, em 2015, o número de smartphones vendidos se mantenha, ou possa mesmo aumentar, prevê-se que as pessoas passem a adquirir smartphones de gama média. O crescimento de marcas com smartphones low-cost e o estado de maturação do Android, por exemplo, permitem dizer que o futuro passará não só por esse sistema operacional mas também pela capacidade de o correr, permitindo que os consumidores fiquem satisfeitos com smartphones mais baratos.

E você, o que acha?


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor